Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

As ouvidorias, divididas por áreas (Recursos Humanos, Planejamento, Infraestrutura etc.), foram criadas para possibilitar aos diretores um momento adequado para o registro de sugestões e o esclarecimento de dúvidas a respeito de programas e processos da secretaria.

Mais de 800 diretores escolares participam ontem (28), em Curitiba, de ouvidorias promovidas pela Secretaria de Estado da Educação e do Esporte durante o Seminário Foco na Aprendizagem, evento formativo que vai até esta sexta-feira (31).

As ouvidorias, divididas por áreas (Recursos Humanos, Planejamento, Infraestrutura etc.), foram criadas para possibilitar aos diretores um momento adequado para o registro de sugestões e o esclarecimento de dúvidas a respeito de programas e processos da secretaria.

A partir desse diálogo, a secretaria estuda formas de aprimorar e inovar processos que impactam diretamente o cotidiano dos profissionais da educação. Os resultados podem ser observados na prática: foi graças às ouvidorias promovidas em 2019 que a pasta conseguiu, por exemplo, implementar mudanças na distribuição de aulas e assim contornar um problema antigo, o do “professor pula-pula”, quando o docente tinha que dar aula em muitas escolas. Em 2020, 70% dos docentes darão todas as suas aulas em apenas uma instituição.

E há outras conquistas alcançadas colaborativamente. “As ouvidorias são um momento muito importante. Graças a elas e aos diretores que participaram, conseguimos mudar muita coisa na rede estadual”, disse o secretário Renato Feder. Segundo ele, o Mais Aprendizagem veio da ouvidoria, foi um pedido dos professores e diretores. “O programa Educa Juntos também foi pensado a partir das sugestões da rede, para estarmos mais próximos dos municípios”, acrescentou.

O programa Mais Aprendizagem oferece atividades no contraturno, possibilitando ao estudante mais tempo na escola e reforço na aprendizagem. Ampliado em 2020, vai beneficiar alunos de 1,3 mil escolas estaduais. Já o Educa Juntos é um programa que prevê a colaboração entre Estado e municípios em prol da educação. Entre as principais ações do Educa Juntos estão a disponibilização gratuita para os municípios de instrumentos de avaliação, como Prova Paraná e Avaliação de Fluência.

Minha Escola Sempre Nova

Os diretores escolares presentes no seminário receberam, ainda, o repasse de uma cota extra do Fundo Rotativo para as escolas, no âmbito da ação Minha Escola Sempre Nova.

O recurso é destinado para pequenos reparos nas escolas e aquisição de materiais. Ao todo, o Minha Escola Sempre Nova irá repassar R$ 20 milhões, divididos entre todas as 2.126 escolas estaduais.

Presente na assinatura dos pagamentos, o vice-governador Darci Piana destacou a preocupação do Governo do Paraná em manter a qualidade da infraestrutura escolar e investir na manutenção adequada das instituições. “No ano passado conseguimos entregar mais de 200 reformas e para esse ano temos quase 300 reformas em vista, para deixar nossas escolas em condição de garantir um bom ensino”, disse.

Segundo Piana, a destinação dos R$ 20 milhões para a cota extra do Fundo Rotativo demonstra o compromisso do Governo do Paraná com a inovação e a qualidade da Educação.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios