Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O senador Flávio Arns (Podemos-PR) se manifestou contra a proposta de utilização de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) para custear parte do programa Renda Cidadã.

O anúncio foi feito ontem (28) pelo relator da PEC Emergencial, senador Marcio Bittar (MDB), após reunião com o presidente Jair Bolsonaro e líderes partidários. A intenção do governo é utilizar 5% dos recursos do Fundeb para financiar o novo programa assistencial.

Segundo Arns, que foi relator do Fundeb no Senado, a proposta é um absurdo. “A área econômica precisa começar a entender que o desenvolvimento tem que estar baseado na educação do povo. A educação tem que ser priorizada. E para ser prioridade, a educação precisa de orçamento”.

O senador também afirmou que as políticas de promoção social são necessárias, mas devem contar com recursos específicos para a área. “Políticas de promoção social, em qualquer país do mundo, são essenciais. Com recursos da assistência social. A possibilidade de usar recursos do Fundeb para o Renda Cidadã já foi derrotada nas votações do Congresso Nacional”, afirmou.

Greicy Pessoa/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios