Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O senador Flávio Arns (Podemos-PR) se manifestou contra a proposta de utilização de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) para custear parte do programa Renda Cidadã.

O anúncio foi feito ontem (28) pelo relator da PEC Emergencial, senador Marcio Bittar (MDB), após reunião com o presidente Jair Bolsonaro e líderes partidários. A intenção do governo é utilizar 5% dos recursos do Fundeb para financiar o novo programa assistencial.

Segundo Arns, que foi relator do Fundeb no Senado, a proposta é um absurdo. “A área econômica precisa começar a entender que o desenvolvimento tem que estar baseado na educação do povo. A educação tem que ser priorizada. E para ser prioridade, a educação precisa de orçamento”.

O senador também afirmou que as políticas de promoção social são necessárias, mas devem contar com recursos específicos para a área. “Políticas de promoção social, em qualquer país do mundo, são essenciais. Com recursos da assistência social. A possibilidade de usar recursos do Fundeb para o Renda Cidadã já foi derrotada nas votações do Congresso Nacional”, afirmou.

Greicy Pessoa/Asimp

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.