Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O retorno será realizado em modalidade híbrida, com até 50% dos alunos em sala de aula

Na última terça-feira (27), na tradicional live de terça, o prefeito José Maria anunciou, junto ao secretário de Educação, Antonio Prata Neto, o retorno das aulas presenciais no município, com previsão ainda para este mês.

O retorno acontecerá por meio da modalidade híbrida, com até 50% dos alunos em sala de aula. Para isso, a Secretaria de Educação utilizou como base o protocolo da UNICAMP, com o distanciamento de 1,5 metros entre eles. É importante destacar que, neste momento, o retorno será para alunos do maternal ao 5º ano.

Para as escolas integrais, o retorno acontecerá da seguinte forma: cada turma será dividida em duas, sendo uma no período matutino, das 08h às 11h e outra no vespertino, das 13h às 16h. Já para as escolas de meio período, as turmas farão um revezamento semanal, em formato presencial e remoto.

Vale ressaltar que as escolas municipais já estavam realizando atendimento presencial desde o segundo bimestre, por meio do acolhimento pedagógico. Neste formato, os professores podem agendar dois atendimentos simultâneos no período de uma hora, sendo quatro alunos na parte da manhã e quatro na parte da tarde.

Foram realizados mais de quatro mil atendimentos pedagógicos, contemplando praticamente toda a rede escolar, ao menos uma vez e, em alguns casos, mais de uma. A partir da próxima semana, será autorizado o acolhimento com carga de 25%, ou seja, ¼ da sala de aula podendo assistir à aula por duas horas, o que permitirá maior tempo de permanência dos alunos em sala e a preparação para o retorno de até 50%.

Questionado sobre a opinião dos pais neste processo, o secretário Prata Neto afirmou que o retorno foi baseado em um protocolo de biossegurança, elaborado por toda comunidade escolar, formada por diretores, coordenadores, professores e, principalmente, pais de alunos.

Cada instituição possui seu próprio relatório, com todas as definições de segurança para retorno, levando em conta as informações divulgadas pela SESA e demais órgãos oficiais. Além disso, nesta semana, os pais estão sendo convocados a irem às escolas, para uma conversa com os diretores, a fim de se inteirarem melhor sobre esta nova rotina e assinarem o termo de autorização de retorno presencial.

Devido aos prejuízos educacionais gerados pela pandemia, como o atravancamento do processo de aprendizagem e a evasão escolar de crianças, o retorno das aulas presenciais, de forma segura, está entre as prioridades da Secretaria de Educação e da administração municipal.

NCPMI

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.