Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Em 2019, a aposentada Maria Helena de Oliveira Morais lançou a revista do projeto cultural Memória da mulher negra londrinense em que realizou uma pesquisa sobre 40 mulheres negras de Londrina que foram importantes para o desenvolvimento social, cultural e comunitário nas 4 regiões da cidade e nos distritos através de perfil biográfico mesclado à memória do bairro e região e da própria cidade.

A proposta foi contribuir com a memória da cidade por meio do resgate das histórias de mulheres simples, trabalhadoras, artistas amadoras e que estiveram fora do foco da história e da mídia ao longo do desenvolvimento de Londrina.

Nas próximas semanas, ela lança o livro autobiográfico Minha vida, meu bairro, minha cidade com sua trajetória de vida, desde a infância em Ourinhos (SP) passando pela urbanização da zona norte de Londrina e suas conquistas como mulher, mãe e artista.

A proposta patrocinada na modalidade de bolsa pelo PROMIC além de ser cultural, passa pelos contextos social, educativo e de defesa da memória da mulher em Londrina e também contribui com a aplicação da Lei Federal 10.639/03, cultura de matriz africana além de registrar o movimento e a importância da luta da mulher negra em Londrina, nos últimos 40 anos. A diagramação do livro é de Marcelo Paes e revisão dos jornalistas Marcelo Souto e Aldo Moraes. O livro tem prefácio da professora Divanir Cirino e do poeta e ator Ronilson Moura.

Maria Helena de Oliveira, 76 anos é a proponente do projeto.

Canal no youtube com vídeos: https://www.youtube.com/channel/UCGcClDV265C3QaVUGd6gokA

Contatos: aquitemlivro@bol.com.br

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios