Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O cadastro deve ser realizado, até o dia 30 de setembro, para turmas P4, P5 e 1º ano

Hoje (2), a Secretaria Municipal de Educação (SME) abre a primeira etapa da Chamada Pública Escolar para a matrícula de alunos que irão pleitear vagas na rede municipal para as turmas de P4, P5 e 1º ano no período letivo de 2020. Pais e responsáveis de crianças nascidas entre abril de 2013 e março de 2016 interessados devem realizar o cadastro até o dia 30 de setembro. A estimativa da SME é que 14.000 crianças sejam cadastradas.

O cadastro pode ser efetuado em qualquer unidade escolar da rede municipal. Para os alunos de P4 e P5, a secretaria recomenda que o procedimento seja feito nos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs)  e Centros de Educação Infantil (CEIs). Já para os cadastros do 1º ano, a recomendação é que sejam feitas nas escolas municipais e CMEIs. O atendimento na maioria das unidades ocorre das 8h às 17h30, sendo que alguns locais funcionam com horários específicos de atendimento.

Os documentos necessários para o cadastro na Chamada Pública Escolar são: cópia original da certidão de nascimento, fatura da Copel atualizada e original, fatura da Sanepar atualizada e original e o RG ou CPF do responsável. Vale ressaltar que o processo para os alunos de matrículas novas ou aqueles da rede municipal que não possuem o ano escolar subsequente consiste em três etapas: o cadastro; a retirada da Carta de Matrícula; e a efetivação da mesma.

Este processo é obrigatório e de acordo com o gerente de Matrícula e Documentação Escolar da SME, Junior Cesar Dias de Jesus possibilita o cadastro por georreferenciamento. “É importante para a nossa organização e para que nós consigamos pleitear as vagas das crianças nas unidades de ensino mais próximas delas”, contou.

Para este ano, a SME traz uma novidade para os alunos matriculados em turmas de C3, P4 ou P5 em Unidades Escolares que oferecem o ano subsequente. “Havendo o interesse da família em permanecer no mesmo local, o cadastro deve ser realizado na própria unidade que irá fazer a confirmação da continuidade do aluno e irá enviar um comprovante para a família”, explicou Jesus.

Caso exista o interesse em pleitear vaga em outra unidade escolar, a família deverá contatar a unidade atual e participar do processo de encaminhamento de vaga de acordo com o georreferenciamento, para isso será necessário apresentar o número de inscrição do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e a participação das três etapas do processo da Chamada Pública.

As famílias que não realizarem o cadastro no período programado para a Chamada Pública Escolar serão atendidas apenas no próximo ano, no sistema de vagas remanescentes, conforme o cronograma da rede municipal.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios