Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Mais 7,5 mil alunos retornam às aulas presenciais na próxima semana; retomada é gradativa e prossegue com cumprimento a todos os protocolos contra a pandemia

Na próxima segunda-feira (23), estudantes da rede municipal de ensino – turmas de P4 e P5 (infantil) e 1º ano – retornam às aulas presenciais em suas respectivas unidades escolares. Com a retomada, este é o terceiro grupo de alunos autorizado pela Secretaria Municipal de Educação (SME) a voltar às salas de aula em sistema de revezamento semanal, com 50% da capacidade das turmas, dentro do modelo híbrido em vigência desde o dia 2 de agosto. Serão cerca de 7,5 mil alunos recomeçando as atividades presenciais na próxima semana, do total de 15 mil matriculados nestes anos.

Antes disso, já haviam retornado, respectivamente, 11 mil crianças matriculadas no 4º ano, 5º ano e EJA, e depois mais 5,5 mil das turmas de 2 e 3 anos, que possuem 11 mil matriculados. Dessa forma, conforme o prosseguimento do formato híbrido, o alcance destes três grupos será de mais de 37 mil estudantes autorizados a frequentar as aulas in loco.

A assessora pedagógica da Secretaria Municipal de Educação (SME), Mariângela Bianchini, informou que, além da nova ampliação para o presencial, a partir de segunda-feira (23) as aulas também terão acréscimo de mais uma hora de duração, voltando, assim, a contabilizar quatro horas diárias. “O retorno gradual das atividades presenciais vem sendo feito com todo o acompanhamento necessário, tanto em termos dos cuidados sanitários e de segurança para alunos, professores e funcionários, como na questão da organização e gerenciamento das aulas”, reforçou.

Neste momento, as aulas na rede municipal estão sendo realizadas em formato remoto e presencial, sendo que essa última modalidade envolve 50% das turmas indo até as escolas, enquanto a outra parte estuda de casa. Alguns dos cuidados mantidos são o uso obrigatório de máscaras, distanciamento social adequado, uso de álcool gel, demarcações em salas e outros ambientes, refeições oferecidas individualmente, estratégias para fluxo sem aglomerações em entradas e saídas, entre outras medidas.

Cabe ressaltar que a volta ao presencial é facultativa, ou seja, a decisão fica a critério dos pais e responsáveis. Um levantamento feito pela SME, no início de agosto, envolvendo pais de alunos do P4 ao 5º ano, apontou que cerca de 87% das famílias desejam que as aulas sejam realizadas em formato híbrido. A retomada vem sendo gradativa. A partir do dia 30 de agosto haverá o retorno de 100% das crianças de 0 a 3 anos com atendimento em período parcial.

Até o momento, os atendimentos pedagógicos para as crianças da Educação Infantil (CB a C3), vem acontecendo com até 6 alunos por sala.

O suporte ao ensino a distância continua normalmente, sem interrupção, como já vinha ocorrendo, com todos os materiais fornecidos pela SME, dentro do programa de estudos que também traz acompanhamento pelos professores, disponíveis para os atendimentos virtuais via ferramentas como Google Classroom e WhatsApp.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.