Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

As aulas foram retomadas na segunda-feira (11) nas quatro unidades da rede municipal de ensino de Tamarana. Juntas, as três escolas do município e o CMEI Criança Esperança irão atender 1.077 estudantes em 2019.

Anteriormente, nos primeiros dias do mês, professores e demais profissionais da rede participaram da semana pedagógica que marca o início do ano letivo. As atividades foram abertas em quatro de fevereiro, no salão do Projeto Solipar, com a palestra "Conceitos e fundamentos da Aprendizagem Significativa", ministrada pelo educador e autor de livros didáticos Marco Antônio Hailer.

O dia também contou com uma troca de experiências entre os docentes e servidores da Secretaria municipal de Saúde e do Serviço Especializado de Assistência Social (Seas) a fim de tornar mais próximas as ações desenvolvidas pelas três pastas.

Além disso, para melhor atender a comunidade escolar, melhorias já têm sido executadas pela administração municipal nas unidades de ensino. "Vamos realizar certas reformas nas escolas durante o ano. Começamos com as instalações modulares [na Escola Municipal Professora Taeko Lima Almeida] e com o conserto do telhado do CMEI Criança Esperança", afirmou a secretária de Educação de Tamarana, Maisa Nakata.

União Faz a Vida

O Programa A União Faz a Vida, que, em 2018, abrangeu 49 projetos – muitos deles focados na preservação do meio ambiente –, será voltado em 2019 para a educação infantil e para o Projeto Educando, Brincando e Formando Cidadão, que oferece atividades em contraturno a dezenas de alunos do município.

Diante dos resultados obtidos no último ano, as perspectivas para as próximos passos do União Faz a Vida são bastante positivas. "Fiquei apaixonado por Tamarana. É uma cidade simples, de pessoas humildes, mas bem administrada e com professores muito dedicados. Vamos continuar aqui por muitos anos", declarou o assessor do União Faz a Vida para o município, Cássio Mochi.

Projetos desenvolvidos através do União Faz a Vida foram apresentados em feiras culturais que movimentaram a rede de ensino ao fim de 2018. Um dos eventos ocorreu na Escola Rural Municipal Enes Barbosa, no Assentamento Água da Prata (Incra). "Nós fizemos um trabalho em conjunto com a comunidade e os professores. Não foi fácil, mas é prazeroso no final. E quem ganha com isso são as crianças, que têm o conhecimento gravado na cabeça e no coração", contou o diretor da unidade, João Nelson Monteiro.

"Para nós, a educação não se faz apenas com a preocupação de formar as crianças com conteúdos técnicos, mas com virtudes que as ensinem a valorizar a cidade em que vivem", completou o assessor do União Faz a Vida.

Homenagem ao Vinde a Mim

Também ao fim do ano passado, foram encerradas as atividades do Centro de Educação Infantil (CEI) Vinde a Mim. A instituição filantrópica recebeu congratulações por parte do prefeito de Tamarana, Beto Siena, pelos 42 anos nos quais praticou trabalho exemplar em prol das crianças da cidade. A rede municipal incorporou alunos da unidade.

Retorno do estado

Já no Colégio Estadual Professora Maria Cintra de Alcântara (Cemca), as aulas recomeçam nesta quinta-feira (14). A formatura do Cemca, em dezembro de 2018, reuniu 188 estudantes do 9º ano do ensino fundamental, 3º ano do ensino médio, Programa Jovem Agricultor Aprendiz e do curso de espanhol. Durante a ocasião, o Rotary Club de Tamarana premiou os alunos que se destacaram pelas notas e bom comportamento ao longo de 2018.

Lucas Marcondes Araújo/NCPMT

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios