Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Estudantes de Londrina utilizam ingredientes caseiros para aprender sobre microorganismos e reações químicas

A pandemia e o isolamento social trouxeram costumes antigos de volta, e depois de três meses de quarentena é difícil encontrar alguém que não tenha cedido à moda de fazer pão em casa.

Em Londrina, estudantes do 4º ano do Ensino Fundamental do Colégio Marista utilizaram ingredientes básicos de uma receita de pão para aprender na prática como funcionam os microorganismos que fazem a massa crescer. Para o experimento, a cozinha virou um laboratório de Ciências e os ingredientes se tornaram os elementos químicos.

Para entender como e o que faz a massa do pão crescer, os alunos fizeram uma experiência utilizando água morna, açúcar, fermento biológico, uma garrafa e uma bexiga.

A professora Ana Cristina Guimarães explica que as leveduras do fermento biológico utilizado na receita de pão estão vivas, pois fermentam, ou seja, transformam o açúcar em álcool e gás carbônico. “Esse gás é o responsável por inflar a bexiga na boca da garrafa. Nada como realizar a experiência para poder observar os conceitos mais claramente”, avalia.

Durante as aulas, as crianças compreenderam que seres microscópicos podem ser úteis para nós, ajudando na produção de leite fermentado e pão, por exemplo. “Os lactobacilos são úteis na fermentação do leite e as leveduras na fermentação do pão”, afirma a professora.

Confira os itens para realizar a experiência em casa: garrafa PET - fermento biológico seco – água – açúcar – bexiga - funil

Aqueça a água até que fique morna; dissolva o açúcar e o fermento, mexendo bem; insira a mistura na garrafa PET com ajuda de um funil e coloque a bexiga no bico da garrafa.

A reação química libera gás carbônico que infla a bexiga. Na massa de pão, o resultado são bolhas que tornam a massa macia.

Luiza Lafuente/Asimp/Rede Marista de Colégios

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios