Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O Colégio e o Anglo Londrinense vão realizar nesta quinta-feira (28), às 16h, mais uma live temática direcionada aos estudantes que estão em isolamento social por causa do Coronavírus. O assunto desta semana será o “Preconceito Linguístico”, tema que envolve as diferentes formas de falar no Brasil e está essencialmente relacionado ao conceito de superioridade. A live será comandada pelas professoras Adriana Giarola Ferraz Figueiredo, de gramática, e Denise Calegari, de redação, e poderá ser acompanhada pelo link: mestra.me/livetematica ou ainda pelo Facebook e Youtube.

“O preconceito linguístico é uma forma de preconceito que acontece em função da diferença que existe entre a língua que encontramos nos livros de gramática, por exemplo, e a forma como as pessoas falam, que nem sempre corresponde à norma de maior prestígio social”, explica a professora Adriana Giarola Ferraz Figueiredo. “Diante dessa condição, abordaremos a questão da variação linguística, contexto que nos permite perceber que a língua é heterogênea e dinâmica.”

Temas como esse são frequentes em provas de redação nos vestibulares das principais universidades do país. “Entender o contexto que envolve a variação linguística e, consequentemente, o preconceito linguístico, é relevante, pois, quando a variação linguística é discutida, pensando no multiculturalismo brasileiro, temos a oportunidade de pensar na gramática da língua padrão à luz das características da fala do brasileiro, o que nos permite identificar os diferentes contextos em que as variedades da língua são produtivas, além de possibilitar que se tenha uma maior compreensão, por exemplo, de certas nuances da literatura brasileira que, desde o modernismo, incorporou aos textos os modos de falar dos brasileiros.”

Foco nos estudos

Graças à dedicação de professores e coordenadores, o Colégio e o Anglo Londrinense conquistaram o 1º lugar do Enem em redação em Londrina e na região. Apesar dos alunos estarem distante do colégio devido ao isolamento social, é preciso seguir com as atividades escolares. “Em primeiro lugar, é importante destacar que estamos longe da sala de aula, fisicamente, mas os estudos seguem a todo vapor de forma remota. Neste momento, em que inúmeros acontecimentos têm tomado conta da nossa sociedade, é importante manter o foco, organizar-se e seguir os estudos com a ajuda da escola, dos professores e da família. O importante é não perder o foco, estabelecer uma rotina diária de estudo e tentar manter o equilíbrio mental e emocional, buscando em Deus, na família e na escola, o suporte necessário neste momento”, conclui a professora Adriana Giarola Ferraz Figueiredo.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios