Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Nos últimos quatro anos, o Município investiu em diversas obras espalhadas por toda a cidade; foram feitas reformas, ampliações e construções de novas escolas e CMEIs

A Prefeitura de Londrina tem investido em diversas melhorias na área da educação. Uma delas é a reestruturação física das escolas municipais e dos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI). De acordo com o balanço divulgado pela Secretaria Municipal de Educação (SME), nos últimos quatro anos, a Prefeitura de Londrina investiu R$ 69,6 milhões em obras de reforma, ampliação e construção de escolas municipais e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs).

Destes quase R$ 70 milhões, foram aplicados R$ 44,9 milhões na construção de 13 unidades educacionais novas. Outras 11 escolas passaram por ampliação no espaço físico, somando R$ 8 milhões de investimentos e, segundo a secretária municipal de Educação, Maria Tereza Paschoal de Moraes, quase todas as unidades escolares receberam reformas e manutenções preventivas nesses últimos anos, o que somou R$ 16,6 milhões aplicados nesses trabalhos.

“Temos um total de R$ 69,6 milhões investidos na Educação. Isso significa que construímos mais de 10% da estrutura da rede, porque temos 120 prédios e construímos mais 13 escolas, trocamos de prédio algumas delas, outras foram inauguradas, além das parcerias que fizemos com instituições educacionais. Tudo isso representa ampliação no número de vagas na rede pública e a melhoria do ensino infantil e fundamental em Londrina”, apontou a secretária da pasta.

Para o secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Tecnologia, Marcelo Canhada, os esforços da administração pública municipal estão focados na melhoria da educação prestada aos alunos da rede municipal, o que perpassa pela adequação dos espaços físicos das escolas, dos CMEIs e das instituições filantrópicas que são parceiras da Prefeitura.

 “Estamos investindo em melhorias em todas as regiões da cidade. Construímos escolas  que servirão de modelo por muitos anos, como é o caso da Escola Municipal Roberto Alves Lima Junior, que fica na região leste e deve ser finalizada agora em maio. É uma obra grandiosa e muito bonita, que vai poder atender até mil crianças de maneira adequada e ainda pretendemos refazer três escolas que hoje são de madeira, dentro do nosso programa de reformas, ampliação e reconstrução de escolas. Já estamos em fase final de elaboração desses projetos, que logo irão para a licitação”, disse Canhada.

Obras

Foram construídos sete novos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) e outras seis Escolas Municipais, nos últimos quatro anos. Para a construção das “creches” foram investidos R$ 20,4 milhões e nas novas escolas outros R$ 24,5 milhões, somando-se os R$ 44,9 milhões informados pela SME.

São construções novas:  o Centro Municipal de Educação Infantil Aparecido Norato (em Lerroville); o CMEI Nagib Abudi Filho (Residencial Acquaville), CMEI José Bastos, CEI Simeire Rozimar de Camargo e Barbosa (Jardim Tarumã), CMEI Profª Kátia Maria Garcia Montazzolli Killner(no Maria Cecília), CMEI do Vista Bela, e o CMEI Maria Inês Lozano (Jardim Nova Esperança).

Além das Escola Municipal Joaquim Pereira Mendes, Buriti, Escola Municipal Roberto Alves Lima Junior (Residencial Acquaville), Escola Municipal Carlos Kraemer; Escola Municipal Edmundo Odebrecht (no Distrito de Warta) e Escola no Vista Bela.

Reformas – Escola Municipal Bento Munhoz R. Netto, Escola Municipal Carmelita Vilella e no CMEI Valéria Veronesi. 

Ampliações

Foram realizadas 11 ampliações de unidades de educação em Londrina, somando R$ 8 milhões de investimentos.  São elas: Escola Municipal Francisco Pereira, Escola Municipal Ignez Corso Andreazza, Escola Municipal Ruth Ferreira, Escola Municipal Jovita Kaiser, Escola Municipal Neman Sahyun, Escola Municipal José Gasparini, Escola Municipal Moacyr Teixeira, Escola Municipal Vilma Rodrigues Romer, e nos CMEI Water Okano, CMEI Irmã Maria Nívea, e no Distrito São Luís, na zona rural.

Nova sede da SME

Além das reformas, ampliações e construções novas em escolas e CMEIs, o Município de Londrina investe também na construção de uma sede própria para a Secretaria Municipal de Educação. A nova sede ficará no prédio do antigo Mercado Municipal do Quebec, situado entre as Ruas Humaitá, Raja Gabaglia e Virgínia e com ele será possível economizar mais de R$ 300 mil por ano, apenas com os custos do aluguel, que hoje chegam a R$ 27 mil mensais.

A partir de fevereiro 2022, espera-se que o espaço passe a contar com 1.439,44 m² em área total construída. Isso permitirá a construção de um mezanino no piso superior, salas administrativas, de assessoria e ouvidoria, gabinete, cozinha, dois novos sanitários, copa, áreas de atendimento, almoxarifado, depósito, estacionamento para funcionários e outros espaços. Mais de 150 profissionais dos setores de assessoria financeira, administrativa e pedagógica, além dos representantes dos Conselhos Municipais de Educação; de Alimentação Escolar e o do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) trabalharão neste prédio.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios