Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Prefeitura de Cambé, por meio da Secretaria de Educação, e o Instituto Federal do Paraná assinaram um acordo de compromisso para a instalação de um Centro de Referência do Instituto Federal na cidade no prédio onde funcionava o Colégio Sesi. O acordo contou com articulação da deputada federal Luísa Canziani (PTB-PR).

Segundo a secretária de Educação, Estela Camata, o Instituto Federal já vem atendendo na cidade, desde agosto, com um curso online de inglês e a assinatura do compromisso é o próximo passo para que a cidade conte com uma unidade da instituição. “Agora nós vamos ampliar esses oportunidades e possibilitar o ensino no modelo presencial. Nesse centro, nós vamos conseguir oferecer cursos técnicos e de graduação para a população cambeense”, comemora.

Camata pontua que essa conquista é muito importante para a cidade. “Nós vamos poder profissionalizar e oferecer a oportunidade de uma graduação para a nossa população. E o melhor de tudo é que vai ser gratuito”, destaca. De acordo com ela, o processo seletivo vai ser por meio de um vestibular, assim como já acontece em universidades. Para a deputada Luísa, a criação de uma unidade do instituto federal em Cambé irá contribuir para a qualificação de jovens e adultos por meio do ensino público gratuito e de qualidade. “O crescimento do nosso País passa pelo ensino profissional e tecnológico. Precisamos reconhecer o papel que a rede federal tem no papel de formação e na qualificação dos jovens. E Cambé, município em pleno crescimento econômico e que concentra muitas indústrias, merecia uma unidade do nosso instituto ”, salienta a deputada.

Gleice Rocha Almeida, coordenadora de ensino do Instituto Federal do Paraná, explica que o local escolhido para receber esse Centro de Referência na cidade fica na Rua da Lapa, 160 – Jardim Morumbi – antigo colégio Sesi – e que o ambiente é ideal, com salas de aula espaçosas e laboratórios. “A nossa primeira ação foi conhecer o espaço para entender de que forma podemos agir e para fazermos um levantamento das demandas da cidade”, esclarece. De acordo com Almeida, a opinião da comunidade vai ser fundamental para a definição dos cursos, mas que, a princípio, vão ser cursos de informática, biotecnologia, magistério, prótese dentária, técnico em enfermagem, na área de alimentos dentre outros.

 “Nós temos um corpo docente preparado para atender a demanda desses cursos, mas o início deles depende de algumas definições internas do instituto”, explica. Segundo a coordenadora, a expectativa é começar com os cursos presenciais já no início de 2022, mas que existe a possibilidade de antecipar esse início por meio de um modelo híbrido. “A nossa intenção é começar o quanto antes, mas vamos adaptando conforme a necessidade”, finaliza Gleice Rocha Almeida.

O prefeito Conrado Scheller participou da reunião e comemorou a aproximação com o Instituto Federal do Paraná. “É uma grande conquista para a população cambeense, que vai poder se qualificar para o mercado de trabalho. Estamos voando alto no quesito desenvolvimento e geração de postos de trabalho, mas há uma carência ainda de mão de obra qualificada. Estes cursos que o instituto trará para Cambé vão acabar com esse problema”, pontua o prefeito.

NCPMC

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.