Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Formação é ideal para atender as demandas da indústria 4.0

Um equipamento capaz de produzir desde objetos de decoração até próteses e órgãos. A “máquina dos sonhos e da inovação” materializa praticamente tudo o que a imaginação quiser e pode ser a tecnologia que faltava para dar vazão a novos produtos, componentes e soluções em todos os campos. E por falar em negócios, a estimativa é que o segmento de impressão 3D movimente U$40 bilhões até 2027. Para antecipar e atender as novas demandas do mercado, a Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) Câmpus Londrina desenvolveu o curso Impressão 3D na Prática, que contempla 20 horas/aula de conhecimento teórico e prático sobre a tecnologia. 

Para Roberto Masahiko Aoki, professor de Engenharia de Produção e coordenador do curso, essa tecnologia já está mais próxima do que imaginamos. A razão é a substituição de métodos tradicionais de produção que ainda utilizam várias etapas e máquinas, agilizando o processo. Já é esperado, por exemplo, que até 2025 um automóvel completo seja produzido por meio da impressão 3D. A produção de modelos e protótipos com esse método acelera o projeto de novos produtos, o que significa maior competitividade e o recurso é acessível, fomentando pequenos negócios e startups.

 “No curso Impressão 3D na Prática, iremos conhecer os conceitos que envolvem essa tecnologia, os materiais usados e as aplicações nos diversos segmentos de negócio. Mas, se você está procurando um hobby ou se quer produzir seus próprios ‘action figures’, aqui também será o seu lugar”, adianta Aoki.

O curso de extensão é semipresencial em razão da pandemia, mas contempla conhecimento teórico e prático. Os participantes irão experimentar como preparar a impressora e colocá-la para funcionar. As inscrições já estão abertas no site da Universidade.

Inscrições abertas: www.pucpr.br/cursos-extensao/impressao-3d-na-pratica

Processo de Modelagem do objeto a ser impresso: polia de carga (Arquivo PUCPR Londrina)

Conjunto de polias fabricadas com impressora 3D (Arquivo PUCPR Londrina)

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios