Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Estudantes da rede municipal de ensino, em Tamarana, já têm em mãos conteúdo escolar para ser feito em casa, ao lado dos pais ou responsáveis legais. Preparado pelos próprios educadores, o material faz parte da estratégia da Secretaria municipal de Educação, Cultura e Esportes para fornecer atividades não presenciais para os cerca de 1.000 alunos do município que estão sem aulas desde 20 de março por conta da pandemia mundial do novo coronavírus (Covid-19).

A entrega das atividades aos pais (ou responsáveis legais) ocorreu de forma escalonada,  de acordo com os períodos ou séries, para evitar aglomeração nas unidades de ensino. As escolas municipais Professora Iracema Torres Rochedo e Professora Taeko Lima Almeida, além do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Criança Esperança, realizaram a ação ao longo da última quinta-feira (16). As três instituições ficam na área urbana.

Já na Escola Rural Municipal Enes Barbosa, a iniciativa foi na quinta e sexta-feira (17). Além de atender a comunidade da região do Assentamento Água da Prata, um dos maiores da área rural de Tamarana, a Enes Barbosa também leciona para crianças kaingangs da Aldeia Água Branca, da Terra Indígena Apucaraninha.

“Cada escola se organizou da melhor forma possível para atender sua comunidade. Todas as atividades, tanto da educação infantil como do [ensino] fundamental, têm orientação pedagógica de como desenvolver. E, ainda, alguns professores fizeram grupos no WhatsApp [com pais e alunos]”, contou a secretária municipal de Educação, Cultura e Esportes, Maisa Nakata.

A alternativa colocada em prática na última semana começou a ser estudada pela assessoria pedagógica da pasta. Em seguida, passou por debate entre os próprios diretores das unidades de ensino e, por fim, foi avaliada pelo Conselho Municipal da Educação. O órgão colegiado, por sua vez, estabeleceu as normas para as atividades não presenciais através da resolução 01/2020, redigida conjuntamente com a secretaria. O documento está disponível na edição 1.395 do Jornal Oficial do Município de Tamarana (https://tamarana.pr.gov.br/diario-oficial).

Dentro do calendário escolar do município, o recesso do meio do ano acabou remanejado para cobrir as primeiras semanas de paralisação. Segundo a secretaria de Educação, o material para casa reúne conteúdo suficiente para até o fim de abril. "Ainda não sabemos quando as aulas irão retornar. Havendo a necessidade de se prolongar, nós vamos fazer uma nova reorganização, mas sempre preocupados com a parte pedagógica do aluno”, acrescentou a titular da pasta.

Educação pode tirar dúvidas

Pais que tiverem perguntas e demais demandas sobre essa iniciativa da Educação podem entrar em contato com a própria secretaria. O atendimento tem sido de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h, preferencialmente por telefone. Os números são o 3398-1990 ou 1991. “Estamos aqui para tirar todas as dúvidas da nossa população”, informou Maisa Nakata.

NC/PMT

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios