Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A capacitação é focada em conferir protagonismo aos alunos para pensarem em soluções empreendedoras no seu dia a dia. Docentes da rede pública e privada podem se inscrever

Com o objetivo de disseminar a cultura empreendedora na educação, o Sebrae lançou recentemente o curso Cultura Digital e Aprendizagem Baseada em Projetos ou Project-Based Learning (PBL), em inglês. A capacitação está disponível, gratuitamente, para todos os professores do país, da rede pública ou privada de ensino. Com carga horária de 10h e duração de até 30 dias, a imersão apresenta aos docentes metodologias para lecionarem, baseando-se em projetos práticos, além de ensiná-los a usar as principais tecnologias digitais para dar suporte ao aprendizado em sala de aula.
Maruse Pereira da Silva é professora de geografia e dá aulas há 21 anos na rede pública de ensino, em Sergipe. Ela conta que fez o curso do Sebrae de Cultura Digital e PBL durante a pandemia, e que aprendeu a organizar melhor as propostas de projetos práticos que já executava em sala de aula. “Gostei muito da metodologia aplicada, o curso nos apresenta dinâmicas para motivar os alunos a pensarem e a resolverem problemas. Enxergamos como é importante investir em uma aprendizagem guiada, dando autonomia para os alunos. Outro ponto muito positivo é a proposta de avaliar o aluno constantemente, além das provas pontuais, com datas marcadas. Muitas coisas eu já fazia, mas não colocava no papel, o curso nos ensina a organizar melhor isso”, afirmou.
A professora conta que, após a realização do curso, já tem aplicado as técnicas durante suas aulas à distância. “Outra proposta que achei muito interessante é sobre a importância de receber feedback dos alunos. Muitos professores, infelizmente, não gostam de ouvir esse retorno. Mas acredito que quando nos abrimos para entender melhor a relação professor e aluno, entendemos como ela impacta nos resultados das turmas. Dessa forma elucidamos os melhores caminhos a serem seguidos”, observa Maruse.
A biomédica e professora de biologia, Beijanivy Abadia, concluiu o curso do Sebrae há pouco tempo. “As aulas são muito orgânicas. Eu comecei e não consegui parar. O conteúdo é enxuto e riquíssimo, nos motiva a incentivar os alunos - cada vez mais - a operarem mudanças na escola, no círculo social e na própria vida, como empreendedores e protagonistas do seu futuro”, elogia. Beijanivy está dando aulas gravadas em razão da pandemia. Segundo ela, o principal desafio tem sido manter a vontade dos alunos em continuar com os estudos e por isso o curso ajudou bastante.
“A proposta da Cultura Digital e PBL é exatamente você usar as ferramentas online para aprendizagem e incentivar a atuação dos alunos em projetos práticos que transformem a realidade em que vivem. Aqui na escola, nós já tínhamos diversas iniciativas nesse sentido. Depois de fazer o curso, ganhei agilidade na organização dos projetos, o que – consequentemente - acelera esse engajamento dos jovens. Já fizemos ações de sustentabilidade, cuidados com o patrimônio público, responsabilidade social, entre outras. Colocar o aluno como protagonista, dar essa autonomia... desperta neles o encantamento para empreender mudanças”, reflete Beijanivy.
A analista de cultura empreendedora do Sebrae, Daniela Batista, atuou na criação do curso e acredita que a especialização dos professores é fundamental para democratizar o acesso ao conhecimento e incentivar a transformação digital nas escolas através do empreendedorismo. “Devemos lembrar que a cultura empreendedora é uma construção do coletivo, no qual o professor está incluído. O primeiro passo é a mudança de mentalidade dos indivíduos. O professor muitas vezes não percebe que a tecnologia digital já está presente no seu dia a dia e que ele não precisa dominar todas as ferramentas para aplicar em sala de aula. Basta aplicar e adaptar o que tem a realidade de cada turma. O curso mostra que as tecnologias digitais podem ser aplicadas em sala de aula pelos alunos e como o professor tem papel importante nessa mudança de hábito”, afirma.

As inscrições para o curso estão abertas e podem ser feitas neste link.

Asimp/Sebrae

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios