Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Até 2020, as áreas que mais vão demandar formação profissional são construção, alimentos e tecnologias da informação e comunicação

Eletrotécnica e Segurança de Trabalho estão entre os cursos técnicos com maior empregabilidade, segundo o Mapa do Trabalho Industrial 2017-2020, produzido pela CNI em parceria com o Ibope. De acordo com o estudo, nesses cursos a cada 10 formados, 9 conseguem um emprego. Já nas capacitações em Eletrônica, Mecânica, Edificações e Logística, o número é parecido: 8 a cada 10 pessoas conquistam um trabalho. Até 2020, para a pesquisa, as áreas que mais vão demandar formação profissional são Construção, Meio Ambiente e Produção, Alimentos, Vestuário e Calçados e Tecnologias da Informação e Comunicação.

Para o segundo semestre de 2019 o Sistema Fiep, por meio do Senai no Paraná, está com mais de 6 mil vagas abertas para cerca de 30 cursos técnicos presenciais em todo o Paraná com mensalidades a partir de R$ 150,70. Entre as opções ofertadas estão Eletrotécnica, Alimentos, Automação Industrial, Eletroeletrônica, Mecânica, Desenvolvimento de Sistemas 4.0, Logística e Segurança do Trabalho. As inscrições vão até o dia 05 de agosto.

De acordo com Vanessa Frason, gerente de Educação Profissional do Sistema Fiep, o curso técnico forma profissionais que a indústria procura e valoriza. “No Senai os estudantes aprendem praticando em laboratórios que simulam a indústria, aprimoram o conhecimento e desenvolvem novas habilidades. Desta forma, após formados, tem mais chance de ingressar no mercado de trabalho”, comenta.

As matrículas para o segundo semestre deste ano podem ser feitas na unidade do Senai mais próxima. Para mais informações, acesse www.cursocertosenai.com.br.

Mais chances de conseguir um emprego

56% dos alunos que estudaram no Sistema Fiep estão satisfeitos com a sua vida profissional. É o que mostra a pesquisa feita pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) encomendada pelo Sistema Fiep. Além disso, 62% dos estudantes da instituição consegue um emprego em até 6 meses após formado e têm 50% mais chance de trabalho com carteira assinada.

Asimp/FIEP

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.