Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Londrina recebe a partir de segunda-feira (20), às 19h30, o Festival Pint of Science, organizado por alunos e professores da Universidade Estadual de Londrina (UEL). Debates acerca de temas ligados à ciência e à pesquisa serão promovidos em três bares da cidade. O evento internacional que existe desde 2013 ocorre em 84 cidades brasileiras e 24 países, mas chegou ao Brasil em 2015.

Com acesso gratuito e aberto à comunidade, o Pint of Science é uma oportunidade de divulgar conhecimento e levar informações às pessoas interessadas em ciência. A edição deste ano traz pautas atuais, entre elas fake news, intolerância, Aedes aegypt, alimentos gourmet e estética nas redes sociais.

O principal objetivo do evento é levar até a comunidade temas de interesse comum. Em 2018, cerca de 500 pessoas participaram do Pint of Science em Londrina. A expectativa para a edição deste ano é reunir um público ainda maior, principalmente devido à inclusão de mais um estabelecimento que receberá a programação. Serão 19 palestrantes e nove temas em debate.

As áreas do conhecimento também aumentaram, de acordo com a comissão organizadora, que conta com cerca de 20 participantes, todos de cursos de graduação da UEL, professores e alunos.

O professor Eduardo Jussiani, do Departamento de Física, do Centro de Ciências Exatas (CCE), e coordenador-geral do evento em Londrina, explica que a escolha dos temas é pautada em demandas atuais, mas a participação de pesquisadores e alunos de outras áreas na organização resultou na interdisciplinaridade e diversidade das palestras. Ele cita ainda os temas gastronomia, comunicação e feminismo como novidades da edição 2019 em Londrina.

A cidade recebeu o Festival pela primeira vez no ano passado, após diversos grupos enviarem propostas para a comissão nacional do Pint. Segundo o professor, como a demanda foi grande, a comissão sugeriu reunir os autores das propostas em uma comissão local.

Além do Cheers Pub e o Píer Santa Monica, também vai receber as atividades do Festival o Brito’s Petiscaria. No ano passado, parte da audiência era de pessoas que iam aos estabelecimentos sem ter conhecimento do evento, e participavam dos debates.

“Ainda é pouco o que mostramos de pesquisa em comparação a tudo que a UEL produz, mas esperamos que nos próximos anos o evento cresça ainda mais”, afirma Jussiani.

Programação

Na segunda-feira (20), um dos temas é Pesquise como uma garota. O debate conduzido por Edméia Aparecida Ribeiro, pesquisadora de gênero e História, e Nicole Schwantes Cezario, doutoranda de Engenharia, aborda os desafios das mulheres na ciência. No bate-papo serão discutidas questões sobre as diferenças de gênero e a importância da mulher em ocupar espaços predominantemente masculinos na sociedade. Na segunda-feira também serão abordadas tolerância e a tabela periódica.

Na terça-feira (21), o debate vai girar em torno do tema Fake News. Ana Cristina de Albuquerque, doutora em Ciência da Informação, e Rose Mara Vidal de Souza, pós-doutoranda em Comunicação, discutem como notícias falsas são criadas, o quanto a falta de responsabilidade na distribuição de informações pode causar transtornos, quais os cuidados necessários diante das notícias. Também serão abordados os temas alimentação gourmet e astronomia.

No último dia, quarta-feira (22), a epidemia de dengue ganha espaço nas discussões – a preocupante multiplicação do mosquito Aedes aegypti, vetor da dengue, zika e chinkungunya. O debate também será sobre desaparecimento das abelhas na natureza.

O professor João Antonio Cyrino Zequi, do Departamento de Biologia Animal e Vegetal, do Centro de Ciências Biológicas (CCB), conduz a conversa sobre a relação entre o uso de pesticidas e as mutações do mosquito causador de doenças. Silvia Helena Sofia, do Departamento de Biologia Geral, discute as preocupações em torno do desaparecimento de abelhas. No dia 22 também serão discutidos sustentabilidade e redes sociais.

Origem

O Pint of Science foi criado em 2013 como uma iniciativa de pesquisadores da Inglaterra. Foi trazido para o Brasil pela jornalista Denise Casatti, do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC/SP).

Mais informações no endereço http://pintofscience.com.br/events/londrina.

AEN

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.