Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Mercadorias apreendidas em contrabando serão utilizadas em aulas práticas de cursos da área de saúde e em setores para o atendimento ao público. São equipamentos eletrônicos, de informática e itens bem específicos para tratamentos odontológicos.

A Universidade Estadual de Londrina (UEL) recebeu da delegacia da Receita Federal no município um lote de mercadorias apreendidas avaliado em R$ 581 mil, que serão utilizadas em aulas práticas de cursos da área de saúde e em setores para o atendimento ao público.

O lote contém equipamentos eletrônicos, de informática, além de itens bem específicos utilizados em tratamentos odontológicos, como endomotores e câmera intraoral. Este é o segundo repasse da Receita Federal para a UEL nos últimos 10 meses.

Em agosto passado, a entidade destinou R$ 961,5 mil em equipamentos como telefones celulares e notebooks que foram utilizados para reforçar as aulas remotas dos estudantes de graduação.

Segundo o reitor em exercício, professor Décio Sabbatini Barbosa, a doação é importante porque, em plena pandemia, a universidade tem acesso a equipamentos de saúde que serão utilizados em aulas dos cursos de Medicina, Odontologia e Fisioterapia, por exemplo. Outros equipamentos de informática, imagem e eletrônicos serão repassados a unidades da UEL para melhorar o atendimento ao público.

“Essa ação da Receita Federal abrevia muito o processo que temos de lançar mão para aquisição de equipamentos. Entendemos que é uma destinação importante ligada à educação”, afirmou o reitor em exercício.

O delegado da Receita Federal, Reginaldo Cezar Cardoso, explicou que a instituição procura direcionar a doação de mercadorias apreendidas para entidades como a UEL pela importância da atividade, ligada à educação e formação de mão de obra especializada. Ele afirmou que para o órgão é importante demonstrar a destinação destas mercadorias para que o contribuinte e o próprio mercado se sintam protegidos.

Reginaldo Cezar Cardoso informou que no ano passado a delegacia da Receita Federal de Londrina realizou apreensões equivalentes a R$ 48 milhões em produtos, fruto de contrabando e descaminho. Somente nos primeiros seis meses de 2021, já foram apreendidos o equivalente a R$ 20 milhões.

 “Trabalhamos com cruzamento de dados para chegar ao grande contrabandista, aquele que causa o prejuízo em larga escala”, detalhou. Segundo o delegado, as mercadorias mais contrabandeadas são cigarros, aparelhos celulares e eletrônicos.

AEN

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.