Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

As universidades estaduais do Paraná se destacaram em conceitos como ensino, pesquisa, inovação, mercado e internacionalização, no Ranking Universitário Folha (RUF) 2018 divulgado ontem (1). Essa é a sétima edição do ranking que avaliou 196 universidades brasileiras públicas e particulares. As Universidade estaduais de Londrina (UEL), Maringá (UEM) e Ponta Grossa (UEPG) estão entre as 50 melhores instituições de ensino.

A novidade metodológica na edição de 2018 é o indicador de inovação, que passou a ter um peso de 4% na nota final das instituições. O conceito levou em consideração indicadores de patentes solicitadas pelas universidades, quantidade de estudos acadêmicos publicados e parcerias com o setor produtivo.

Outra mudança significativa é a utilização da nota do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade). A nota equivale a quatro pontos, o dobro do que valia na edição anterior.

As estaduais de Londrina (UEL) e Maringá (UEM) foram as melhores classificadas, ocupando a 24º e 25º posição respectivamente. As instituições ganharam destaque nas avaliações de ensino e pesquisa, totalizando nota que supera 80 pontos.

Entre as 100 melhores universidades estão a estadual de Ponta Grossa (UEPG), na posição 46º, do Oeste do Paraná (Unioeste) em 62º e do Centro-Oeste (Unicentro) classificada em 98º.

As três universidades ficaram entre as 35 mais inovadoras do ranking com destaque para a Unicentro que ocupa a vigésima posição. A Estadual do Norte do Paraná (UENP) aparece na posição 155° e a Estadual do Paraná (Unespar) em 175º.

Ranking de cursos

O RUF 2018 também ranqueou 40 cursos de graduação levando em conta critérios de qualidade de ensino, avaliação do mercado, doutorado e mestrado, Enade, professores com dedicação integral e parcial e avaliação dos docentes.

Os cursos mais bem avaliados da UEL foram Agronomia, Arquitetura Biomedicina, Direito, Educação Física, Moda e Odontologia. Todos os cursos de graduação ficaram entre os 15 melhores do Brasil, com destaque para Moda que alcançou a 4º posição.

Na lista do ranking também estão 32 graduações da UEM. Dessas, 12 estão entre a décima e vigésima quinta colocação. Agronomia e Moda foram os melhores avaliados ocupando 9º lugar nacional.

A UEPG teve os cursos de Agronomia, Comunicação Social, Farmácia, Odontologia, Serviço Social e Turismo entre os 50 melhores. Comunicação e Agronomia estão entre os 30 melhores do Brasil.

Já na Unicentro os destaques foram Agronomia na 33º posição e Filosofia, Medicina Veterinária e Turismo entre os 70 mais bem classificados. Na Unioeste, quatro cursos aparecem entre os 50 melhores do Brasil, são eles: Ciências Contábeis, Economia, Engenharia Elétrica e Turismo. Nas duas universidades a graduação em Turismo está entre as 20 melhores ofertadas.

Mesmo sendo as duas universidades mais novas do Estado, Unespar e UENP também tiveram cursos entre os 70 mais bem posicionados. Na Unespar os cursos foram Economia, Filosofia, Geografia e História; e na UENP Agronomia, Direito, Filosofia, Geografia e Letras.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios