Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Até o início da tarde de ontem (4) a Coordenadoria de Processos Seletivos (Cops) da UEL não havia registrado qualquer incidente relativo ao acesso dos estudantes aos 15 locais de provas. Este ano, as provas desta etapa são aplicadas em escolas e faculdades da cidade. O Campus da UEL não recebeu provas da 2ª fase.

Para garantir a organização e logística da 2ª fase, a Cops contou com apoio de equipes nos locais, formadas por supervisores, fiscais, porteiros, zeladores e outros prestadores de serviço. Só no Colégio Vicente Rijo, no centro de Londrina, a equipe deu conta de aplicar as provas para os 1.146 candidatos.

Além do Vicente Rijo, as provas foram realizadas na Faculdade Pitágoras (1 e 2), Unopar Piza (1, 3 e 4), Instituto de Educação Estadual de Londrina (IEEL), Colégio Estadual Vicente Rijo, NEODNA, Colégio Mãe de Deus, Pontifícia Universidade Católica, Centro Estadual Educacional Professora Maria do Rosário Castaldi, Colégio Estadual Antonio de Moraes Barros, Penitenciária Estadual de Londrina (PEL I e II), e Centro de Reintegração Social de Londrina (CRESLON).

Animação - A bateria Laranja Mecânica, do curso de Medicina (CCS), improvisou uma apresentação no início da tarde, no canteiro da Avenida Higienópolis, no Centro de Londrina, recebendo os candidatos que fizeram as provas da 2ª fase no Colégio Vicente Rijo. A apresentação durou cerca de meia hora e amenizou a expectativa dos estudantes momentos antes da abertura dos portões. 

Agência UEL

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios