Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Na semana passada, apresentei-lhes trechos de memorável página do dr. Moacyr Scliar, constante da obra dele "A face oculta – Inusitadas e reveladoras histórias da Medicina". Gostei muito do foco que deu ao tema saúde, numa elucidativa compreensão extraída de episódios dos Velho e Novo Testamentos, com especial destaque para as curas promovidas por Jesus.

SAÚDE ESPIRITUAL

Voltando aos meus comentários, ainda sobre a saúde física e espiritual, numa entrevista que concedi à jornalista portuguesa Ana Serra, em 19 de setembro de 2008, recebi dela a seguinte indagação:

"No livro ‘Reflexões da Alma’ o senhor evidencia a ligação entre o Espírito e o corpo, sendo que a tranquilidade da alma pode sarar o corpo. De que forma? Essa paz de espírito está acessível a todos?".

Minha prezada colega, tudo é originário do Espírito. O corpo é a nossa vestimenta provisória. Hoje, a Organização Mundial da Saúde (OMS) já trabalha a importância da saúde espiritual. Há muitas pesquisas sérias que indicam como a Espiritualidade influencia o bem-estar de um indivíduo. E a ferramenta competente a ser movida para alcançarmos a tranquilidade de Alma é, num orbe tão carente, a prece acompanhada da efetiva ação de Solidariedade (que sempre deveria nortear o serviço dos governos), sem o que o exercício da oração, nascida da sintonia com Deus (ou, para os que não têm crença religiosa, a vivência dos mais elevados sentimentos), somente poderia, em certos casos, transformar-se em mais uma execrável personificação de egoísmo. Para melhor entendimento da Fé espiritual e socialmente ativa, cunhei a expressão Fé Realizante: aquela que nos une aos Poderes Superiores, pacifica nossa Alma e nos motiva a realizar o Bem da sociedade. A Fé Realizante é, portanto, a que impulsiona os desbravadores do progresso no mundo, impedindo a estagnação das comunidades. Seu dever é criar e agir num ambiente sem intolerância, que vem sendo, pelos séculos, um dos maiores tormentos da Humanidade. (...)

COMO CURAR O CORPO

Então percorramos o sentido contrário do caminho que leva o homem à doença. Vivamos em ligação com o Pai Celestial. Não descaiamos nas armadilhas que enfermam o nosso organismo. E aí se tornará patente, mesmo ao mais cético dos homens, ou das mulheres, que o respeito às coisas espirituais compõe forte elemento para toda cura. Como já escrevi, os remédios são mais eficientes onde vige o Amor.

José de Paiva Netto — Jornalista, radialista e escritor.

paivanetto@lbv.org.br www.boavontade.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios