Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Paiva Netto

O deslizamento provocado por fortes chuvas na região serrana do Rio de Janeiro está entre os 10 piores do mundo nos últimos dez anos. São dados do banco de estatísticas do Centro para a Pesquisa da Epidemiologia de Desastres, entidade com sede na Bélgica.
Neste momento, milhares de pessoas tocadas no mais íntimo do ser, como a nossa querida colega Marlene Galeazzi, se voluntariam e unem forças com os órgãos competentes no amparo aos habitantes das áreas devastadas.

Nessas horas, graças a Deus, não se faz notar cor da pele, partidarismo político, religioso, esportivo, ou o que mais possa inibir uma aproximação sadia entre as criaturas humanas. Prevalece o cuidado na valorização da vida, fazendo surgir, por toda parte, heróis anônimos que se arriscam, pois no sofrimento não há pessoas desconhecidas. Essa é ação do ecumenismo que se comove com a dor. Aquele que nos convence a não perder tempo com ódios e contendas estéreis, mas a estender as mãos aos caídos, a tirar a camisa para vestir o nu e contribuir para o bálsamo curador do que se encontra enfermo.

O TIME DE TODAS AS TORCIDAS

A Legião da Boa Vontade integra o mutirão em prol das vítimas dessa calamidade climática. A máxima popular de que “a LBV é o time de todas as torcidas” mais uma vez ficou evidenciada no apoio conjunto de Flamengo, Fluminense e Vasco da Gama, visando arrecadar alimentos não perecíveis.

O Portal Boa Vontade registrou comentários dessa importante união no esporte. A presidente do rubro-negro carioca, Patrícia Amorim, destacou: “O Flamengo se solidariza com as vítimas das enchentes na região serrana. Estamos pedindo aos torcedores que colaborem com essa parceria, que se estende além das fronteiras do Rio de Janeiro”. O vice-presidente social do clube, Cacau Cotta, também se manifestou: “A LBV tem uma história marcante em atendimento aos mais necessitados. Realmente, o Flamengo confia na LBV. (...) Ela é o caminho certo de essas doações chegarem para aqueles que realmente precisam”.

Outro depoimento foi o do presidente do Vasco, Roberto Dinamite: “A LBV é uma referência. É a certeza de que, mais do que nunca, essas doações vão seguir seu caminho e chegar às pessoas que estão precisando”. Opinião compartilhada pelo dirigente do Fluminense, Peter Siemsen: “Criamos um posto de coleta aqui no clube e estamos incentivando o sócio-torcedor a fazer suas doações”.

Até (19/1), mais de 177 toneladas de alimentos, roupas e itens de primeira necessidade já haviam sido encaminhadas às vítimas.
Por e-mail, o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, declarou: “A LBV está dando um show de solidariedade”.
O Portal Boa Vontade registra, ainda, que “a mídia, destacadamente a GloboNews e a Boa Vontade TV, vem acompanhando etapas dessa ação caritativa da LBV, mostrando ao povo a mobilização dos voluntários e legionários”.

ESTIAGEM
Se no Sudeste a chuva castiga a população, no Rio Grande do Sul a estiagem já levou a Defesa Civil a indicar situação de emergência em dez municípios gaúchos. São eles: Candiota, Pedras Altas, Herval, Hulha Negra, Cerrito, Santana do Livramento, Lavras do Sul, Pedro Osório, Bagé e Pinheiro Machado. Em observação encontram-se Piratini, Aceguá e Dom Pedrito. Estima-se que na região houve perda de milhões de reais na produção agrícola e pecuária.
Os Centros Comunitários da LBV no Estado mobilizam o povo para arrecadar itens de primeira necessidade, como água potável e alimentos não perecíveis, que serão entregues nos municípios mais afetados. Para participar dessa corrente de solidariedade pelos que sofrem no Sul e no Sudeste, procure um posto da LBV. Outras informações, acesse www.boavontade.com.

José de Paiva Netto é jornalista, radialista e escritor.
paivanetto@lbv.org.brwww.boavontade.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios