Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O padre Marcos Sandrini, escritor e diretor da Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre, nosso respeitável amigo, visitou os estúdios da Super Rede Boa Vontade de Comunicação na 55a Feira do Livro da capital gaúcha, o maior evento literário a céu aberto das Américas.

O portal (

www.boavontade.com) registrou com destaque o fraterno encontro: "Na última quarta-feira, 4 de novembro, o padre Sandrini lançou ‘Religiosidade e Educação’. Em entrevista, detalhou a composição do trabalho: ‘Escrevi esse livro depois de uma vasta pesquisa de seis anos. Meu grande objetivo é aproximar a religiosidade das novas gerações. Nós devemos entender mais o pensamento da juventude e, a partir disso, tentar fazer com que os jovens se encontrem com essa dimensão profunda da vida, o encontro com Deus’. Na ocasião, o diretor da Faculdade Dom Bosco, num dos exemplares do livro, dedicou: ‘Irmão Paiva Netto, na mesma raiz cristã que nos foi ensinada por São João Bosco, partilho consigo algumas convicções pedagógicas. Juntos, vamos construir gerações mais dignas. Com alegria, Pe. Marcos — 4/11/2009’.

"E o escritor esclareceu: ‘Dom Bosco foi um educador que nos aproximou mais de Jesus Cristo, o Nosso Grande Mestre. Então, a mesma admiração que o Paiva Netto tem por Dom Bosco também tenho’. Os laços que fraternizam o notável sacerdote com as Instituições da Boa Vontade (IBVs) são de longa data. Quando criança, seu pai ouvia todas as noites as pregações ecumênicas do jornalista e radialista Alziro Zarur (1914-1979), fundador da LBV. ‘Somos sete irmãos e ficávamos ao lado do rádio escutando, diretamente do Rio de Janeiro, a antiga Rádio Mundial. Zarur sempre me impressionou muito quando abria o Programa dizendo: ‘Glória a Deus nas Alturas e Paz na Terra aos Homens de Boa Vontade’. A LBV tem uma preocupação ecumênica. Hoje em dia, por exemplo, na Educação, um professor tem 40 alunos em uma sala de aula, e esses são distribuídos em culturas diferentes (...). A gente tem de trabalhar de uma forma ecumênica, no sentido de dialogar com todos. Não podemos impor a nossa visão’, destacou. Na oportunidade, o padre Marcos recebeu o carinho das crianças da LBV e aproveitou para saudar o sexagésimo aniversário da Entidade. ‘Que esses anos se multipliquem em muitos e muitos. Que a gente consiga, nos anos que vão passando, ser uma proposta de Deus para o mundo. Não podemos mais continuar com essa crise social e ecológica, temos de dar a nossa contribuição da melhor forma: educar as novas gerações; não alguns, mas todos! Por isso lutamos: para que haja uma educação a todos, tenhamos uma vida mais digna no futuro. Que a LBV continue sendo ecumênica e, sobretudo, continue na sua luta para que cada vida seja respeitada. Hoje, temos a grande oportunidade de conviver com pensamentos diferentes (…). Acredito sinceramente que a juventude pode fazer um mundo melhor, o diferente tem que ser respeitado’".

Grato, padre Sandrini. Que o extraordinário taumaturgo de Turim prossiga inspirando-o no ideal salesiano. Como ensinou Dom Bosco: “Se quisermos fazer prosperar os nossos interesses espirituais e materiais, procuremos antes de tudo fazer prosperar os interesses de Deus e promovamos o Bem espiritual e moral do nosso próximo por meio da Caridade”. E assim, pelas veredas do Ecumenismo, as futuras gerações encontrarão o caminho seguro para a tão sonhada terra que emana leite e mel.

Patrono da Feira recebe homenagem da LBV

Quem também esteve, no mesmo dia, conhecendo os estúdios da Super RBV de Rádio na 55a Feira do Livro foi o jornalista e escritor de obras infantis Carlos Urbim, sendo recepcionado pelo Coral Infantil Boa Vontade, formado por meninos e meninas atendidos pela LBV em seus diversos programas socioeducacionais. Duas belas composições (Mérito à Solidariedade e a Prece do Pai-Nosso) saudaram o patrono da Feira que recebeu das mãos das crianças a majestosa estampa de Jesus, o Cristo Ecumênico, e um cartão confeccionado por elas mesmas. Urbim, emocionado, declarou: "É lindo receber esta homenagem espontânea e ouvir vozes angelicais na maior das orações da Humanidade. Estas crianças são o fruto do belo trabalho solidário que a LBV realiza. É de encantar! São vozes lapidadas pelo trabalho de vocês, e que bom que se erguem para o Céu em agradecimento a tudo".

Prezado colega Urbim, sentimo-nos honrados com sua visita.


José de Paiva Netto é Jornalista, radialista e escritor.

paivanetto@lbv.org.br www.boavontade.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios