Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Prossigo hoje com o meu editorial da “Boa Vontade Educação”. A revista, especialmente publicada para a Reunião de Alto Nível do Conselho Econômico e Social (Ecosoc) da ONU, ocorrida em Genebra/Suíça, na primeira semana do corrente, obteve expressiva aceitação.

AFETO E RESPEITO

Reclama-se bastante da violência nas escolas, mas se o estudante vai para lá aprender a expandir o próprio raciocínio com o intuito de absorver as lições necessárias à sua formação técnica, paralelamente, sem nunca esquecer o espírito de disciplina, o cuidar melhor possível do sentimento deve ser levado na devida consideração.

O afeto para as crianças e o respeito aos jovens são semelhantes a uma máquina funcionando: em uma parte das rodas dentadas, a mente, a lógica; em outra, a Alma, o sentir, que nos impede de nos tornar cada vez mais selvagens! Ora, os dentes da roda vão se encontrando e fazendo o mecanismo girar. Contudo, se você não põe nessa engrenagem o óleo da Fraternidade, da Solidariedade, da Misericórdia, da Compaixão, tudo grimpa, trava, cria ferrugem e entra em falência!

FUNÇÃO PRECÍPUA

Vocês já viram algum instrumento funcionar bem se não estiver devidamente lubrificado? O que é a Humanidade? É como extraordinário engenho que precisa ser tratado com o óleo do sentimento que vem de Deus, quando entendido como Amor, portanto, Caridade. E sabem quais são as suas rodas dentadas? Nós!, que não somos pedaços de metal que enferruja, a não ser que estejamos infectados pelo ócio paralisante.

Aí está a função precípua: instruir-se, educar-se, reeducar-se, para com eficiência instruir, educar e reeducar.

Eis que a Educação, quando acertada, liberta. E, com a Espiritualidade Ecumênica, sublima.

REPERCUSSÃO

Na quarta-feira, 13/7, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) completou 21 anos. Um marco que valoriza as últimas conquistas da sociedade e do governo em favor da infância e da juventude, independentemente de etnia, crença ou classe social, a fim de lhes garantir o acesso à escola, à saúde, além de mecanismos de proteção e respeito.

Por sinal, a LBV, desde os seus primórdios, trabalha para proporcionar às crianças condições de que exerçam, em plenitude, seus direitos de cidadania. Esse esforço de Boa Vontade, fundamentado na Pedagogia do Afeto e na Pedagogia do Cidadão Ecumênico, ultrapassou fronteiras e vem recebendo reconhecimento internacional. É o que se observou na recente participação da LBV no evento da ONU, em Genebra. A sra. Anke Bruns, representante da S.E.R. Foundation da Suíça, destacou: “Muito se falou sobre qualidade na Educação ao longo desses dias, mas foi a LBV quem trouxe a resposta do que é qualidade na Educação”. Opinião compartilhada pelo embaixador do Chile, Pedro Oyarce Yuraszeck, que disse: “Tudo que ouvimos aqui já era do nosso conhecimento, mas o que vocês da LBV trouxeram é a novidade que temos de implantar: os valores na questão da Educação”.

Testemunhos como esses e a consolidação do ECA demonstram o avanço social de nosso país na melhoria das condições de vida das novas gerações.

José de Paiva Netto é jornalista, radialista e escritor.
paivanetto@lbv.org.brwww.boavontade.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios