Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Paiva Netto

Cumpramos bem a nossa missão prometida a Jesus antes de reencarnar e teremos sempre a proteção Dele, por pior que seja a difícil contingência momentânea. O mal, às vezes, pode — como dizer? — assustar. Contudo, eterno só o Bem, que é Deus. Conforme aprendemos neste axioma:

— Deus ajuda a quem se ajuda.

No entanto, como o Pai Celestial a todos ampara, por uma extensão da Sabedoria Divina, que ainda ignoramos em toda a sua amplitude, mais adequado seria exclamar:

— Deus ajuda a quem MELHOR se ajuda!

Claro que não de forma egoísta. O egocêntrico pode valer-se dessa conceituação e aplicá-la aos seus interesses mais mesquinhos, indispondo-se, assim, contra o Mecanismo das Concessões Celestes. A Lei de Deus não se deixa engambelar e fatalmente concede “a cada um de acordo com as suas próprias obras”, como nos ensina Jesus (Evangelho, consoante Mateus, 16:27).

José de Paiva Netto, jornalista, radialista e escritor.

paivanetto@lbv.org.br — www.boavontade.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios