Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O coração acelera, a expectativa aumenta, o clima muda, afinal, mais uma Jornada Mundial da Juventude chega, e com ela, uma graça própria que Deus reserva para a juventude de todo o mundo, e que alcança toda Igreja.

É a reunião de uma multidão de jovens, um encontro de pessoas que trazem dentro de si anseios e sonhos, a busca de um mundo melhor, transformado pela força de Cristo, que pode e muda a história da humanidade, a partir da história de cada um.

Mas todo esse “encontro” só tem sentido porque cada jovem, na sua particularidade, tem um encontro pessoal com Cristo por meio do nosso pastor, aquele que tem sido a voz de Deus para nós, Papa Francisco. Há anos a Jornada Mundial da Juventude acontece, se concretizou e perdura até hoje graças ao então papa, São João Paulo II.

Cada JMJ, realizada em diferentes locais, em distintos continentes, deixa um legado, uma direção para que a juventude do mundo todo possa assumir com autenticidade sua vida cristã.

A JMJ é um sinal de esperança para o mundo. Por onde acontece, o testemunho de tantos jovens reunidos revela a presença viva de Cristo, que traz vida em abundância.

Em especial neste ano, no Panamá, com o tema “Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra (Lc 1, 38)”, o  Papa Francisco nos convida a olharmos para a figura de Maria, aquela que ainda muito jovem soube dar o seu sim e, através dele, uma obra admirável, a maior de todos os tempos aconteceu, a encarnação do Filho de Deus.

Maria é Mãe, exemplo, intercessora, Aquela que com segurança nos mostra e nos conduz no caminho para nos configurarmos com seu Filho Jesus. E assim, encontramos o caminho de verdadeira felicidade, buscado por cada jovem.

Com certeza, seremos surpreendidos, visitados e alcançados por este tempo de graça que estamos vivendo como Igreja. Sejam aqueles que lá estarão, como aqueles que acompanharão, todos que estiverem com o coração aberto e os ouvidos atentos, poderão fazer a experiência.

Estou indo para a minha primeira Jornada Mundial da Juventude. Sempre acompanhei de longe, mas agora quero viver esta oportunidade com intensidade, pois sei que não serei mais o mesmo. Me encontrarei com jovens de diferentes nações e diversas culturas. Diferenças que nos enriquecem! Contudo, me encontrarei pessoalmente com jovens que buscam uma mesma direção, acreditam, se colocam a serviço do Reino e unem suas vozes para dizer: “Eis-me aqui!”.

Tiago Marcon é missionário celibatário da Comunidade Canção Nova, apresentador do programa de TV “Revolução Jesus” e autor dos livros: “Em busca do Reino de Uranôn”, “A normal vida secreta de um jovem” e “Os Castos e os Gastos - Descubra os ganhos e as perdas da castidade

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios