Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O programa “Sociedade Solidária”, da Boa Vontade TV e da Super Rede Boa Vontade de Rádio, entrevistou o dr. Airton Grazzioli, promotor de Justiça de Fundações do Ministério Público do Estado de São Paulo.

Na ocasião, ele falou sobre o III Congresso Brasileiro de Fundações e Entidades de Interesse Social, realizado ontem, 21/11, no Memorial da América Latina, em São Paulo/SP, cujo objetivo foi “refletir o caminho percorrido pelo Terceiro Setor nos últimos anos e os rumos a serem abraçados”. Entre os ilustres conferencistas, palestrantes e debatedores presentes, lá estiveram o ex-presidente da República dr. Fernando Henrique Cardoso; o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, dr. Gilberto Carvalho; e o conselheiro do Tribunal de Contas do Município de São Paulo (TCMSP), dr. Eurípedes Sales. Na abertura, o maestro João Carlos Martins executou o Hino Nacional, com ritmistas da escola de samba Vai-Vai.

O Congresso teve o apoio institucional da Fundação José de Paiva Netto e de outras 34 entidades.

Minha cordial saudação ao dr. Grazzioli, que, ao término do evento, lançou o livro “Fundações privadas — Das relações de poder à responsabilidade dos dirigentes”.

Demonstrando espírito idealista, o promotor, ao avaliar sua experiência pessoal, assim recomendou aos ouvintes e telespectadores do “Sociedade Solidária”: “O Terceiro Setor trata com as coisas do coração. Por isso, é encantador lidar com uma parcela de entidades que se dedicam a atividades de interesse da sociedade e é motivo de graça efetivamente trabalhar com aqueles que se dedicam a ajudar o próximo. Isso não tem preço”.

DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

É digno de aplauso o Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência — Viver sem Limite, que o governo federal lançou no dia 17 de novembro (quinta-feira). Conforme divulgou a Agência Brasil, “com previsão de R$ 7,6 bilhões em investimentos até 2014, o plano busca ampliar a integração da pessoa com deficiência na sociedade”.

Em um dos momentos de sua palavra, a presidenta Dilma Rousseff, comovida, declarou: “Obviamente, é um momento de emoção. Estamos aqui hoje para celebrar a coragem de viver sem limites e com autonomia em um de seus aspectos mais importantes: a capacidade que nós, seres humanos, temos de nos transformar e de nos superar; a incrível força que há nas pessoas para vencer desafios e superar limites”.

Jesus, o Profeta Divino, no Seu Evangelho segundo Marcos, 9:23, diz que “tudo é possível àquele que crê”. Portanto, com Boa Vontade e perseverança, o Brasil pode, sim, ajudar a melhorar as condições de existência da sua população e, particularmente nesse caso, dos 23,91% que, segundo o censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2010, tem algum tipo de deficiência.

José de Paiva Netto, jornalista, radialista e escritor.

paivanetto@lbv.org.brwww.boavontade.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios