Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Programa voltado para piano e orquestra traz peças de Bach, Mozart e Ronaldo Miranda; ingressos custam R$20 e R$10 (meia-entrada)

Nesta sexta-feira (18), o Teatro Mãe de Deus recebe o evento “…E o Festival Continua”, série já tradicional do Festival Internacional de Música de Londrina (FIML), que é realizada após a edição oficial do ano, em julho. A atração da vez é o espetáculo “3 Concertos e 1 Solista”, que começa às 20h30, com a Orquestra de Câmara Solistas de Londrina, tendo como spalla e diretor, o violinista Evgueni Ratchev e como solista, o pianista londrinense Marco Antonio de Almeida, também diretor artístico do FIML.

Os ingressos custam R$20 e R$10 (meia-entrada) e estarão à venda, a partir das 14 horas, na bilheteria do Teatro Mãe de Deus, que fica na Avenida Rio de Janeiro, 670. O Festival Internacional de Música de Londrina conta com patrocínio da Prefeitura de Londrina, por meio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic).

O programa do espetáculo será todo voltado para piano e orquestra e traz J.S.Bach, Concerto em Fá Menor para piano e orquestra BWV 1056, obra que estreou em 1729, quando o compositor ocupava os cargos de Kantor da Igreja de São Tomás e da Igreja de São Nicolau, em Leipzig, e também de diretor do Collegium Musicum da cidade. A peça enfatiza a interação entre solista e orquestra.

Do compositor W.A. Mozart será executado Concerto nº 12 para piano em lá maior – KV 414, peça que o próprio Mozart descreveu como “um meio termo feliz entre pesada demais e leve demais. Brilhante, agradável ao ouvido e natural”.

E de Ronaldo Miranda, compositor atual da música erudita brasileira, professor da USP, orquestra e solista executarão “Concertino”. A crítica traz que “os dois movimentos do Concertino realizam um atraente jogo entre o piano solista e as cordas que o acompanham”.

Para cada dois ingressos adquiridos, os primeiros compradores ganham um CD com a gravação do Chorus 11, de H. Villa Lobos, com o pianista Marco Antonio de Almeida e a Orquestra Sinfônica de Gotemburgo (Suécia), sob a regência do maestro falecido, David Machado. 
A cota de CDs é limitada.

A Orquestra - A Orquestra de Câmara Solistas de Londrina, fundada em 1998, atua no cenário nacional erudito, sendo considerado um dos grupos camerísticos mais conceituados do país. Seus projetos são desenvolvidos com objetivo de executar música de qualidade e, ao mesmo tempo, participar do movimento que descentraliza o acesso à cultura para formar novos públicos. O grupo contabiliza mais de 250 concertos, seis álbuns gravados e vários prêmios nacionais recebidos, além de reconhecimento internacional. Participou em um dos mais importantes festivais de música da Europa, Varna Summer International Music Festival 2010.

O solista - Marco Antonio de Almeida é londrinense e iniciou seus estudos com sua irmã, Terezinha de Almeida Penna, graduando-se posteriormente na Faculdade de Música “Mãe de Deus”. Após trabalhar vários anos com o pianista Gilberto Tinetti e terminar seus estudos de Medicina, transferiu-se para a Alemanha como bolsista do DAAD (Deutscher Akademischer Austauschdienst), onde completou seus estudos de pós-graduação na “Escola Superior de Música e Teatro de Hamburgo”, sob a orientação de Yara Bernette.

Como intérprete de Mozart, tem se apresentado nos mais importantes festivais alemães. Dedica especial atenção à divulgação da música brasileira no exterior. Gravação em CD de peças de Ernesto Nazareth (Alemanha) e a primeira gravação (após Villa-Lobos) do “Choros N° 11” para piano e orquestra (Suécia).

Fundador do “Festival de Música de Cascavel” (PR). Diretor Artístico do “Festival de Música de Londrina” (1990 a 1994) e também hoje desde 2004. É diretor artístico da Fundação Mejier-Werner de Caracas (Venezuela). Desde 1980, é professor catedrático da “Escola Superior de Música e Teatro de Hamburgo” e, desde 1996, assumiu a cátedra de Metodologia do ensino do Piano na Universidade de Halle (antiga Alemanha oriental).

Realização - “...E o Festival Continua” é uma realização da Associação de Amigos do Festival Internacional de Música de Londrina e Ministério da Cultura, com o apoio da Copel, através do Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura (PROFICE) – Secretaria da Cultura do Paraná. O 36º FIML é promovido pela Secretaria de Estado da Cultura, Secretaria Municipal de Cultura (Promic), Casa de Cultura da Universidade Estadual de Londrina e Associação de Amigos do FIML.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios