Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Maior candidata à conquista da Copa América, a seleção brasileira vai disputar a edição de 2019 em território nacional. A herança é pesada, dado que tem um registro 100% vitorioso a defender. Olhemos para as que foram as últimas cinco prestações da Canarinha em fases finais da competição, duas delas com vitórias.

Triunfos em 2004 e 2007

A mais recente conquista da seleção brasileira em fases finais da Copa América data de 2007, na Venezuela. A Canarinha, então comandada por Dunga, viria a revalidar o título após o êxito de 2004 e novamente às custas da grande rival Argentina. Após ter ultrapassado a fase de grupos na segunda posição com seis pontos conquistados em três jogos, menos um que o México, o time brasileiro goleou o Chile por seis bolas a uma. Chegado às semis, o time brasileiro teve que sofrer para passar pelo Uruguai dado que a partida se decidiu na cobrança de pênaltis após uma igualdade a dois. O Brasil foi mais forte e com o goleiro Doni bateu os uruguaios por cinco a quatro. Na final com a Argentina de Alfio Basile, em Maracaibo, Júlio Baptista apontou o primeiro gol logo aos três minutos, Roberto Ayala traiu Pato Abbondanzieri aos 39 ao marcar um gol contra e Dani Alves, selecionado para esta Copa América 2019, fechou o triunfo em três a zero. Três anos depois, uma história com contornos idênticos se repetia: já em 2004, no Peru, o Brasil tinha avançado no segundo posto do seu grupo, batido o Uruguai nas semis também na decisão através da cobrança de pênaltis (antes tinha goleada o México nas quartas) e na final, superou à Argentina. A final de 2004, em Lima, foi mais emocionante, dado que a Argentina fez o 2-1 por César Delgado a três minutos dos 90 e Adriano evitou a derrota já nos acréscimos. Nos pênaltis, com Júlio César no gol, o Brasil venceu quatro a dois.

https://cms.ics-digital.com/ckeditor_assets/pictures/34075/content_Brasil.jpegFonte: Pexels

Bolívia, Peru e Venezuela vão ser as nações adversárias do Brasil na Copa América 2019 e todos os jogos vão estar disponíveis para aposta esportiva na Betfair. O grupo B da competição é composto por Argentina, Paraguai, Qatar e Colômbia e no C vão se confrontar Japão, Chile, Equador e Uruguai. 

Ausências das semis e uma "besta negra"

De 2007 para cá, se disputaram mais três edições da Copa América e o Brasil não voltou a repetir o êxito, falhando inclusive o acesso às semis nas três ocasiões. Além disso, desenvolveu um complexo com um adversário em concreto - o time do Paraguai. Em 2011, na Argentina, perdeu para os paraguaios nas quartas, na decisão através da marcação de pênaltis... por dois a zero. Volvidos quatro anos, a história se repetiu no Chile, perdendo para o mesmo adversário, na mesma circunstância, mas por quatro a três.

A participação mais recente em fases finais da Copa América remonta a 2016, edição que serviu para assinalar o centenário da competição e que aconteceu nos Estados Unidos. A seleção brasileira não foi capaz de avançar a partir de um grupo que reunia também as congêneres de Peru, Equador e Haiti. 

https://cms.ics-digital.com/ckeditor_assets/pictures/34078/content_Grass.jpegFonte: Pexels

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios