Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Maior candidata à conquista da Copa América, a seleção brasileira vai disputar a edição de 2019 em território nacional. A herança é pesada, dado que tem um registro 100% vitorioso a defender. Olhemos para as que foram as últimas cinco prestações da Canarinha em fases finais da competição, duas delas com vitórias.

Triunfos em 2004 e 2007

A mais recente conquista da seleção brasileira em fases finais da Copa América data de 2007, na Venezuela. A Canarinha, então comandada por Dunga, viria a revalidar o título após o êxito de 2004 e novamente às custas da grande rival Argentina. Após ter ultrapassado a fase de grupos na segunda posição com seis pontos conquistados em três jogos, menos um que o México, o time brasileiro goleou o Chile por seis bolas a uma. Chegado às semis, o time brasileiro teve que sofrer para passar pelo Uruguai dado que a partida se decidiu na cobrança de pênaltis após uma igualdade a dois. O Brasil foi mais forte e com o goleiro Doni bateu os uruguaios por cinco a quatro. Na final com a Argentina de Alfio Basile, em Maracaibo, Júlio Baptista apontou o primeiro gol logo aos três minutos, Roberto Ayala traiu Pato Abbondanzieri aos 39 ao marcar um gol contra e Dani Alves, selecionado para esta Copa América 2019, fechou o triunfo em três a zero. Três anos depois, uma história com contornos idênticos se repetia: já em 2004, no Peru, o Brasil tinha avançado no segundo posto do seu grupo, batido o Uruguai nas semis também na decisão através da cobrança de pênaltis (antes tinha goleada o México nas quartas) e na final, superou à Argentina. A final de 2004, em Lima, foi mais emocionante, dado que a Argentina fez o 2-1 por César Delgado a três minutos dos 90 e Adriano evitou a derrota já nos acréscimos. Nos pênaltis, com Júlio César no gol, o Brasil venceu quatro a dois.

https://cms.ics-digital.com/ckeditor_assets/pictures/34075/content_Brasil.jpegFonte: Pexels

Bolívia, Peru e Venezuela vão ser as nações adversárias do Brasil na Copa América 2019 e todos os jogos vão estar disponíveis para aposta esportiva na Betfair. O grupo B da competição é composto por Argentina, Paraguai, Qatar e Colômbia e no C vão se confrontar Japão, Chile, Equador e Uruguai. 

Ausências das semis e uma "besta negra"

De 2007 para cá, se disputaram mais três edições da Copa América e o Brasil não voltou a repetir o êxito, falhando inclusive o acesso às semis nas três ocasiões. Além disso, desenvolveu um complexo com um adversário em concreto - o time do Paraguai. Em 2011, na Argentina, perdeu para os paraguaios nas quartas, na decisão através da marcação de pênaltis... por dois a zero. Volvidos quatro anos, a história se repetiu no Chile, perdendo para o mesmo adversário, na mesma circunstância, mas por quatro a três.

A participação mais recente em fases finais da Copa América remonta a 2016, edição que serviu para assinalar o centenário da competição e que aconteceu nos Estados Unidos. A seleção brasileira não foi capaz de avançar a partir de um grupo que reunia também as congêneres de Peru, Equador e Haiti. 

https://cms.ics-digital.com/ckeditor_assets/pictures/34078/content_Grass.jpegFonte: Pexels

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.