Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Julia Alves vai integrar o projeto esportivo apoiado pela Prefeitura de Londrina, por meio da Fundação de Esportes

A equipe de BMX de Londrina passa a contar com um reforço de peso. Trata-se da atleta Julia Alves, integrante da Seleção Brasileira, que volta a competir pela cidade. A atleta compete desde os sete anos e agora irá integrar o projeto apoiado pela Prefeitura de Londrina, por meio da Fundação de Esportes de Londrina (FEL).

O presidente da FEL, Marcelo Oguido, comentou sobre o retorno da atleta para Londrina e destacou a importância em investir nos projetos locais. “Na semana passada, nós tivemos um atleta revelado em um projeto da cidade se destacando internacionalmente, o Sulivan Almeida, que assinou com uma equipe da liga de beisebol americano. Agora, temos a Julia Alves, que está de volta para casa, representando Londrina e lutando por uma vaga olímpica. Isso demonstra o quão importante são os projetos que temos na cidade e também que Londrina é celeiro de jovens talentos. Nosso principal objetivo é incentivar e viabilizar condições para que haja mais Julias e Sulivans despontando em suas modalidades”, disse.

Após um período correndo pela equipe de Americana (SP), Alves retorna a Londrina. Ela carrega consigo diversos títulos, como o vice-campeonato no Pan-americano de 2019. No momento, a atleta se prepara junto à Seleção Brasileira para provas que contam pontos para o índice olímpico, como o próximo Downhill BMX, em fevereiro, em São Roque, competição da qual já foi três vezes campeã.

O presidente do Londrina BMX Clube, Ed Mike Gasolli Perez, afirmou que é uma grande felicidade ter a atleta de volta. “Contarmos com uma atleta de elite hoje do BMX, em uma equipe que possui uma escolinha de 40 alunos e mais 30 atletas, é muito grandioso. Ter uma atleta desse porte correndo por nós é algo importante e benéfico, pois a Julia, além de participar por Londrina em provas internacionais, estará em um projeto muito bacana no nosso clube, que é dar aula para a equipe feminina”, contou.

 “O apoio é o que nos ajuda a alavancar o projeto, principalmente os novos atletas, para não deixar o esporte perder a qualidade que tem. A Prefeitura também está presente na transformação da pista de BMX em um centro de excelência. Hoje, a pista de Londrina é a única Supercross em atividade no Brasil, ou seja, a nível olímpico. A pista se encontra totalmente revitalizada, dentro dos padrões mundiais. E assim, a Seleção passou a treinar aqui na cidade e receber grandes atletas”, concluiu.

Escolinha de BMX

As inscrições podem ser feitas pelo https://www.bmxlondrina.com.br/participar. Porém, as aulas estão suspensas, devido à pandemia de Covid-19. Segundo Mike, assim que liberadas as aulas, pelo município, a escolinha volta a funcionar normalmente.

Heloisa Correa, sob supervisão do N.Com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.