Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Eduardo Andrade está arrecadando fundos para disputar o Paris Open, na França, e o Zagreb Open, na Croácia

Os atletas da Equipe Madureira de Taekwondo estão se preparando para disputar dois campeonatos internacionais na Europa, no mês de novembro: o Paris Open, na França, e o Zagreb Open, na Croácia.

A Equipe vai embarcar no dia 6 de novembro, mas antes, além do treinamento intenso os atletas também estão arrecadando fundos para a viagem de duas semanas na Europa. Alguns, estão usando a criatividade para conseguir a verba, como Eduardo Andrade, de 19 anos.

Nascido em São José dos Pinhais, o jovem começou a praticar Taekwondo em um projeto social na região metropolitana de Curitiba e treina com a Equipe Madureira em Londrina há três anos.

De origem simples, ele sonha em representar o Brasil nos Jogos Olímpicos e sabe o quanto é importante ter experiências em campeonatos internacionais para alcançar o grande sonho. Por isso não mede esforços para custear a viagem, que será paga em Euros. Contemplado com a passagem pela Fundação de Esportes (FEL), IPEC e Prefeitura de Londrina, o atleta precisa cobrir os custos de estadia, alimentação e deslocamento em território europeu.

Eduardo já vendeu rifas e salgados e, na reta final, vai aproveitar o feriado de Finados para trabalhar e juntar mais verba. Ele se prepara para vender flores no cemitério João XXIII (Av. da Saudade, 135), com o apoio do técnico da Equipe, Flávio Alves. Uma história diferente em um feriado tradicional pelo sentimento de saudosismo, que pode contribuir com a realização de um sonho e render conquistas olímpicas para o Brasil.

Paris Open e Zagreb Open

O Zagreb Open, na Croácia, é um campeonato nível G1, ou seja, vale 10 pontos no ranking mundial. Já o Paris Open é uma competição nível G2, que vale 20 pontos no mesmo ranking. É bastante disputado e oferece oportunidade de enfrentar atletas europeus de alto nível, que não costumam participar de campeonatos nas Américas do Sul e do Norte.

Lutar estes campeonatos é fundamental para a preparação das gerações que sonham em representar o Brasil nos Jogos Olímpicos em 2020 e 2024.  

"Campeonato Internacional é uma grande experiência e oportunidade de lutar com atletas de alto nível da Europa", explica o técnico Flávio Alves. 

Para mais informações estamos à disposição.

Janaína Castro/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios