Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Eduardo Andrade está arrecadando fundos para disputar o Paris Open, na França, e o Zagreb Open, na Croácia

Os atletas da Equipe Madureira de Taekwondo estão se preparando para disputar dois campeonatos internacionais na Europa, no mês de novembro: o Paris Open, na França, e o Zagreb Open, na Croácia.

A Equipe vai embarcar no dia 6 de novembro, mas antes, além do treinamento intenso os atletas também estão arrecadando fundos para a viagem de duas semanas na Europa. Alguns, estão usando a criatividade para conseguir a verba, como Eduardo Andrade, de 19 anos.

Nascido em São José dos Pinhais, o jovem começou a praticar Taekwondo em um projeto social na região metropolitana de Curitiba e treina com a Equipe Madureira em Londrina há três anos.

De origem simples, ele sonha em representar o Brasil nos Jogos Olímpicos e sabe o quanto é importante ter experiências em campeonatos internacionais para alcançar o grande sonho. Por isso não mede esforços para custear a viagem, que será paga em Euros. Contemplado com a passagem pela Fundação de Esportes (FEL), IPEC e Prefeitura de Londrina, o atleta precisa cobrir os custos de estadia, alimentação e deslocamento em território europeu.

Eduardo já vendeu rifas e salgados e, na reta final, vai aproveitar o feriado de Finados para trabalhar e juntar mais verba. Ele se prepara para vender flores no cemitério João XXIII (Av. da Saudade, 135), com o apoio do técnico da Equipe, Flávio Alves. Uma história diferente em um feriado tradicional pelo sentimento de saudosismo, que pode contribuir com a realização de um sonho e render conquistas olímpicas para o Brasil.

Paris Open e Zagreb Open

O Zagreb Open, na Croácia, é um campeonato nível G1, ou seja, vale 10 pontos no ranking mundial. Já o Paris Open é uma competição nível G2, que vale 20 pontos no mesmo ranking. É bastante disputado e oferece oportunidade de enfrentar atletas europeus de alto nível, que não costumam participar de campeonatos nas Américas do Sul e do Norte.

Lutar estes campeonatos é fundamental para a preparação das gerações que sonham em representar o Brasil nos Jogos Olímpicos em 2020 e 2024.  

"Campeonato Internacional é uma grande experiência e oportunidade de lutar com atletas de alto nível da Europa", explica o técnico Flávio Alves. 

Para mais informações estamos à disposição.

Janaína Castro/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.