Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Seis atletas do Paraná e um técnico foram convocados para os Jogos Parapan-Americanos de Jovens, que acontecem em São Paulo, de 20 a 25 de março. Dos seis atletas, cinco foram bolsistas do Talento Olímpico do Paraná até a edição 2016. O programa concede bolsas para atletas e técnicos paranaenses, para apoiar o desenvolvimento nos esportes. 

Representarão o Brasil Maxiel Ukrasheski e Lucas Fernando dos Santos, do atletismo; Jhonatan Reway e Vitória Ribeiro, da natação; e Melanie Burlamarqui, do tênis de mesa. Além deles, o técnico de vôlei sentado, Antônio Jacinto dos Santos, de Maringá - e também bolsista TOP, foi convocado.

BONS RESULTADOS - Os dois atletas de natação convocados estiveram na Secretaria do Esporte e Turismo do Paraná nesta segunda-feira (06 de março) para anunciar a notícia ao secretário Douglas Fabrício.

Jhonatan Reway e Vitória Ribeiro, do Instituto Reagir, esperam bons resultados na competição. Eles estavam acompanhados do novo presidente do Instituto Reagir, Marcelo Francisco de Oliveira, e da Neide Caetano, ex-presidente da instituição. O Instituto Reagir, de Pinhais, vem capacitando jovens atletas de natação, atletismo e vôlei sentado.

“O carro-chefe do Instituto Reagir é a natação. Conseguimos fazer os dois atletas paranaenses conquistarem a oportunidade de disputar esta importante competição. Já estamos desenvolvendo também o vôlei sentado e o atletismo, que vão gerar bons frutos para o ciclo paralímpico de 2020”, disse o presidente da entidade.

A atleta Vitória Caroline da Silva Ribeiro está no TOP há cinco anos. Ela reconhece a importância do programa em sua formação. “É essencial este apoio para podermos nos desenvolver. Estou bem otimista e com expectativa de trazer o ouro do Parapan”, afirmou.

O nadador Jhonatan Reway, que também completou cinco anos no programa, tem esperança de conquistar a medalha de ouro. “Comecei do zero e reconheço que ajudou muito no que precisamos para ter a prática adequada na piscina. Vamos nos dedicar para trazer nossa medalha”.

O secretário Douglas Fabrício comemorou a concretização dos bons resultados do programa Talento Olímpico do Paraná e o empenho do Instituto Reagir. “É uma alegria grande poder observar os resultados dos investimentos no esporte no Paraná. O programa TOP, criado pelo governador Beto Richa, é sucesso nacional. É gratificante ver atletas que são apoiados desde início da carreira conseguirem chegar a uma competição tão importante como o Parapan”, argumentou Douglas.

PARAPAN-AMERICANOS - Ao todo, 174 esportistas das 12 modalidades disponíveis no programa defenderão o Brasil na competição. Além dos competidores, a delegação ainda conta com 79 oficiais e oito acompanhantes.

Onze modalidades serão disputadas no moderno Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, inaugurado em maio de 2016. Apenas o tênis em cadeira de rodas terá as partidas no clube Esperia.

Há quatro anos, em Buenos Aires, o Brasil liderou o quadro geral de medalhas dos Jogos Parapan-Americanos, com 209 conquistas, sendo 102 de ouro, 65 de prata e 42 de bronze.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios