Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Atletas e técnicos contemplados em 2018 do Talento Olímpico do Paraná (TOP 2020) participaram na quinta-feira (16) de uma cerimônia que celebrou os oito anos do projeto. Nesta edição são ofertadas 1,6 mil bolsas para atletas regulares e do paradesporto, divididas em 38 modalidades olímpicas e 18 paralímpicas presentes na programação dos Jogos Tóquio 2020. O evento aconteceu no Museu Oscar Niemeyer (MON), em Curitiba, e contou a a presença de cerca de 300 bolsistas e seus familiares.

O secretário de Estado do Esporte e do Turismo, João Barbiero, destacou que é uma grande vitória para toda a comunidade esportiva paranaense manter o TOP 2020 por mais uma edição, consolidando o novo ciclo olímpico e paralímpico.

“O objetivo é melhorar os valores e ampliar o número de contemplados, sempre com a meta de apoiar nossos atletas e técnicos. Os resultados conquistados por todos eles nos fazem lutar para que esse programa seja cada vez melhor e tenha mais investimento”, disse Barbiero.

Para a coordenadora-geral, Denise Golfieri, à frente do programa desde 2013, é gratificante acompanhar a trajetória e a evolução desses atletas ao longo destes anos. “Nos Jogos Rio 2016 tivemos 34 bolsistas. Esse número foi a consagração do programa. Mas para mim a consagração já vem ano a ano, graças ao apoio do nosso parceiro, que é a Copel. E a maior consagração é ter atletas e técnicos, aqui hoje vivenciando esse momento”, declarou.

Bolsista na categoria Top/Embaixador, Daniel Silva, do vôlei sentado, agradeceu em nome dos atletas. “Quero agradecer a toda equipe do TOP e à Copel. Esse programa nos dá segurança para poder treinar e competir, através do apoio financeiro, porque sabemos a dificuldade que é conseguir patrocínio direto”, disse. O atleta acrescentou que é uma segurança também para o Paraná, que consegue manter aqui os seus talentos.

Também participou da cerimônia o diretor adjunto da Coordenação de Marketing da Copel, Paulo Krauss.

Evolução

O resultado de atletas paranaenses nos dois ciclos olímpicos cresceu após a implantação do programa. Em 2012, na disputa dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Londres, o TOP contou com seis representantes - quatro atletas e dois técnicos. Nos Jogos Rio 2016 foram 32 atletas e dois técnicos defendendo o Brasil nas disputas, resultando em uma medalha de prata no vôlei de praia para Ágatha Bednarczuk, atual líder do ranking mundial, e outra prata conquistada por Marcelo dos Santos na bocha paralímpica. Os dois são bolsistas nesta edição na categoria Top Medalhista/Embaixador.

O Programa

Criado em 2011 pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Estado do Esporte e do Turismo, o Talento Olímpico do Paraná se consolidou como o maior programa em nível estadual de incentivo ao esporte do Brasil. Ao longo das edições já atendeu cerca de 7 mil atletas e técnicos com um investimento de quase R$ 30 milhões.

Atrações

O evento contou com a participação do Coral da Copel, sob a regência do maestro Fernando Magalhães e com a pianista Debora Cristina de Oliveira. Também se apresentou o conjunto pré-infantil de ginástica rítmica que representará o Brasil nos Jogos Sul-Americanos, na Colômbia, em outubro. A atleta Isadora de Oliveira, que também vai representar o país na competição, fez uma apresentação individual no aparelho bola.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios