Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Realizadas durante a semana, seletivas Gaúcha Sul e das Regiões 05, 07 e 08 levam 29 novos conjuntos para a final da modalidade

Uma semana intensa para o Cavalo Crioulo no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS). Na pista, os exemplares disputaram 32 vagas em duas classificatórias simultâneas para a final do Freio de Ouro. Destas, 29 foram preenchidas, sendo as 16 das regiões 05, 07 e 08 e 13 da Gaúcha Sul, sendo sete fêmeas e seis machos. A Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) realizou as Classificatórias Gaúcha Sul e das Regiões 05, 07 e 08, que compreendem os restantes dos Estados Brasileiros. Mesmo na semana mais fria do ano, a competição foi aquecida pela busca das primeiras colocações e a garantia da presença na final da modalidade.

No sábado, foi a vez da decisão da classificatória das Regiões 5, 7 e 8. Assumindo a liderança após a etapa de andaduras, figura, volta sobre patas e esbarradas, ainda na quarta-feira, Ibérica da Vendramin consagrou-se a vencedora da seletiva, entre as fêmeas. Com média final de 19,858, foi exposta pelas Estâncias Vendramin e Serrana, de Palmeira (PR), conduzida pelo ginete Fabricio Brunelli. É a volta da égua ao ciclo, já que que foi Freio de Prata em 2019. Já nos machos houve mudança de posições e surpresa reservada. Conquistando a liderança no último dia de provas, Destaque das Areias do Cubatão chegou na primeira colocação com a média de 19,604. O cavalo é criado por Edio Schweitzer, exposto por ele e Fábio Schweitzer, da Cabanha Areias do Cubatão, de Alfredo Wagner (SC). O macho foi conduzido pelo ginete Francisco Kras Alves.

Já no domingo foi dia de decidir os vencedores da Classificatória Gaúcha Sul. Nas fêmeas, a égua Campaña Vicuña, que foi Freio de Ouro em 2019, liderou de ponta a ponta a classificatória, chegando ao final com a média de 20,789. O exemplar foi montado pelo ginete Zeca Macedo e exposto por Cláudio Luiz de Lima Curi Hallal, da Cabanha Lagoa do Sol, de Rio Grande (RS). Já nos machos o cavalo Monarca da Dom Manoel foi subindo posições ao longo da semana e na Bayard-Sarmento assumiu a ponta para não deixar escapar o primeiro lugar do pódio com média de 20,344. O exemplar guiado pelo ginete Jardel Finkenauer Pereira foi exposto por Sérgio Roberto da Silva Nunes e Evaldo Francisco da Rosa, da Cabanha Dom Manoel, de Gravataí (RS) e Estância Liberdade, de Rolante (RS).

Foram quatro trios de jurados que vão atuar nestes dias de provas em Esteio. Na Gaúcha Sul o julgamento das fêmeas ficou a cargo de Francisco Kessler Fleck, Júlio César Hax e Luís Rodolfo Machado, enquanto nos machos os jurados foram Daniel Rossato Costa, Telmo de Oliveira Peixoto e Vinícius Guedes Freitas. Já na seletiva das regiões 05, 07 e 08 Felipe Caccia Maciel, Guilherme Kempa Abascal e Sandro Fonseca do Amaral foram os responsáveis pela avaliação das fêmeas, enquanto Alexandre Pons Suñe, Manoel Vanderlei Braz Gonçalves e Thiago Schilling de Ávila avaliaram os machos.

O ciclo 2021 do Freio de Ouro tem o patrocínio de Facta Financeira, Massey Ferguson, Supra e Vetnil, além do apoio de Correaria Dima, Mopo e Canal do Criador. Os resultados completos dos classificados podem ser conferidos no site da ABCCC em www.abccc.com.br.

Nestor Tipa Júnior/Asimp/AgroEffective

Clique nas fotos para ampliar

Campana Vicuña - Crédito Felipe Ulbrich Divulgação
Destaque das Areias do Cubatão - Crédito Fagner Almeida Divulgação
Monarca da Dom Manoel - Crédito Fagner Almeida Divulgação

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.