Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Paranaense conquistou o bronze no taekwondo nos jogos olímpicos de Pequim, em 2008

Neste sábado (1), a partir das 13h, haverá o “1º Festival Olímpico” organizado pelo Aurora Shopping, que fica na Avenida Ayrton Senna da Silva, 400. O evento marcará os 10 anos do bronze no taekwondo nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, a primeira e única brasileira a conquistar medalha na categoria. O festival conta com apoio da Fundação de Esportes de Londrina (FEL).

O evento contará com a presença da campeã olímpica, uma sessão de autógrafos, e será exposta a medalha que Natália ganhou em 2008, e a tocha olímpica das Olimpíadas do Rio de Janeiro, de 2016. Além disso, o evento contará com festival de voadora, festival de poomse (conjunto de movimentos preestabelecidos que representam uma luta com oponente imaginário, que permite a prática de posições de defesa e ataque em um combate simulado) e chutes em velocidade.

Natália Falavigna afirmou que além da alegria da conquista, fica muito feliz com o legado que ela deixou pós conquista. “Eu fico muito feliz que se lembram da medalha em eventos como esse. Essa conquista de fato se eternizou e acredito que ela ajudou na própria evolução da modalidade. O taekwondo que eu comecei não é o mesmo de hoje, e muito disso eu vejo que é pela minha conquista. Então fico feliz que a medalha tenha contribuído neste processo de evolução”, destacou.

A atleta nasceu em Maringá, mas é fortemente ligada a Londrina, onde começou a praticar o taekwondo. A carreira da paranaense é repleta de conquistas desde o início. Natália foi a primeira brasileira campeã mundial juvenil, em 2000, e foi bronze do campeonato mundial adulto com 17 anos. Além da única brasileira a ser medalhista olímpica, ela ainda foi a primeira e única brasileira campeã mundial de taekwondo, em 2005, e primeira e única brasileira campeã universitária. Fora o bi campeonato nos jogos Sul-Americanos, e medalhas no Pan-Americano, mundiais, Copa do Mundo e torneio universitário. Natália é ainda a única atleta do taekwondo a ter três participações olímpicas, 2004, 2008 e 2012.

A medalhista olímpica afirmou ainda que tem um grande carinho pela cidade de Londrina, e é grata por tudo que o município fez por ela. “Londrina é uma cidade muito importante na minha vida, foi onde eu tive meu começo, meio e fim, e é uma cidade que me marca bastante. Sou muito grata por cada pessoa e empresa do município que ajudaram na minha carreira”, disse.

NC/PML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios