Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Londrina tem três representantes na seleção brasileira de ginástica rítmica

Nesta sexta-feira (6), a partir das 22h, Londrina será representada nos Jogos Olímpicos de Tóquio na Ginástica Rítmica. A ginasta Nicole Pircio, faz parte do Clube ADR Unopar, de Londrina, e a treinadora Camila Ferezin e a auxiliar técnica Bruna Martins também são londrinenses.

Nicole, que tem apenas 19 anos, integra o conjunto de ginástica rítmica adulto, com as ginastas Beatriz Linhares, Deborah Medrado, Duda Arakaki e Geovanna Santos. Nascida em Piracicaba (SP), ela começou no esporte aos 10 anos, na escola em que estudava. A ginasta veio para o norte do Paraná após um curso que a ADR Unopar realizou em sua cidade, em 2016, onde foi convidada para fazer um teste. Nicole aceitou o convite e mudou-se com a família para Londrina.

Pela seleção brasileira de conjuntos, Nicole alcançou três títulos sul-americanos em 2019: a equipe foi ouro na final 5 bolas e na final mista, terminando em primeiro lugar também na classificação geral. Nos Jogos Pan-Americanos de Lima, em 2019, o conjunto levou o ouro na série mista, bronze no conjunto geral e na série 5 bolas.

Bruna Martins é a coreógrafa e professora de ballet da equipe brasileira e em Tokyo atua como chefe de equipe. Começou ministrando aulas de ballet para as equipes da Unopar e após um convite da treinadora Camila Ferezin passou a trabalhar com o selecionado nacional.

Trajetória de sucesso

Camila Ferezin já é veterana olímpica, sendo Tóquio 2020 sua quarta participação. Única profissional da GR a alcançar esta marca, Camila foi ginasta nos Jogos de Sydney em 2000; em Atenas em 2004 foi auxiliar técnica de outra londrinense, Bárbara Laffranchi (que foi sua treinadora a vida toda); e nos Jogos Rio 2016 já como treinadora da seleção brasileira de conjunto. Ginasta desde as categorias de base na Unopar, Camila e suas companheiras Dayane Camillo e Luciane Oliveira (treinadoras da Unopar na atualidade) representaram o Brasil em inúmeras competições internacionais tanto no individual, quanto no conjunto.

A presidente da Federação Paranaense de Ginástica, Márcia Aversani, que também é presidente do Comitê Técnico de GR da União Pan Americana de Ginástica, acredita que o conjunto brasileiro está preparado para este momento. “O Brasil tem coreografias fortes tecnicamente, sem perder a beleza da parte artística que é nossa característica principal! As ginastas estão treinadas para cravar as duas séries, o conjunto com 5 bolas e o conjunto misto!”, contou.

Programação

06/08 – sexta-feira – 22h – Classificatórias 5 bolas

06/08 – sexta-feira – 23h30 – Classificatórias Misto

07/08 – sábado – 23h – Final 5 bolas

07/08 – sábado – 23h50 – Final Misto

Ana Beatriz Pacheco/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.