Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Circuito do Norte do Paraná requer um equipamento equilibrado e muita precisão dos competidores em busca do título do evento.

Os pilotos chegam à etapa final da GT Sprint Race Special Edition, no próximo dia 1º de novembro, em Londrina, com otimismo e carros competitivos. A prova promete ser muito técnica e vai exigir boa estratégia para o treino classificatório que contará pontos e as três corridas do final de semana.

Além disso, serão 86 pontos em jogo na tabela de classificação do torneio nas categorias PRO, PROAM e AM, a tomada de tempos vale 25 pontos ao pole, a primeira e a segunda corrida recebem uma bonificação, 18 pontos cada, e embate final serão mais 25 pontos.

O traçado do autódromo mede 3.055 metros de extensão, com duas retas e dois trechos de curvas travadas, além de aclives e declives. Conta com uma reta do box de 700 metros e uma curva bem travada para esquerda com uma freada forte, uma pequena reta onde chega à curva da caixa d'água para esquerda em subida que vai em direção ao “S” da caixa d'água, curva das mais importantes do circuito por ser a entrada da reta principal de 800 metros.

Por isso, o circuito, que faz parte de um complexo esportivo que conta com o Estádio do Café e um kartódromo, é considerado um circuito desafiador, com muitas curvas de baixa e média velocidade. É uma pista de difícil ultrapassagem, por ser um pouco estreito, por ter poucas áreas de escape e o muro ficar muito perto da pista.

Para os pilotos, o desafio é encontrar um equilíbrio no acerto, que seja eficiente tanto nos setores de alta velocidade, quanto nos de baixa. Portanto, é preciso cuidado para deixar o carro estável nas frenagens, e também para não perder velocidade na aproximação das retas, mantendo a tração nas curvas.

Quanto às provas, estas trazem muitas emoções. A reta dos boxes e a reta oposta, muitas ultrapassagens. No miolo também dá para ver os pilotos travando as rodas, freando cada vez mais tarde para buscar uma ultrapassagem.

Confira o que os pilotos falam sobre a expectativa para a etapa decisiva:

Pedro Lopes – “A minha expectativa é muito alta, vamos para Londrina com uma boa margem, eu e meu parceiro Gabriel. Acredito que será muito bom, é um circuito que conheço e gosto muito, o piloto se destaca se tiver coragem para ser rápido, sempre tem que estar no limite do carro e o circuito não aceita muito erro, por isso demanda muito do piloto. Mas me identifico com esse estilo, sempre que andei lá fui bem rápido. E estou confiante de conquistar esse título da Special Edition da Gt Sprint Race”.

Thiago Camilo – “Esse torneio da Special Edition disputo com o Pedro Ferro, garoto de 16 anos que está iniciando no automobilismo, já mostrou que tem muito potencial e nosso objetivo assim como na primeira etapa em Goiânia é brigar pela vitória”.

 “Eu gosto de Londrina, apesar de não ser fã número 1 das características da pista é inevitável dizer que tem uma representatividade positiva na minha carreira, na Stock Car, por exemplo, tenho cinco poles lá e quatro vitórias, são recordes na categoria. Então, estou bem otimista para corrida”, ressalta o piloto paulista.

Ricardo Sperafico - Para a etapa de Londrina tem um formato diferente que você corre em duplas, é uma pista bem difícil, corremos muito próximos do rumo e o calor lá é mais intenso.  A expectativa é sempre a de terminar bem e angariar o mais número de pontos possíveis.

Sérgio Ramalho - "É sempre um prazer muito grande competir na GT Sprint Race. A meta para Londrina é vencermos a etapa! Em Goiânia fizemos a pole e fui segundo em uma das disputas mais intensas da minha carreira. Dessa vez, vamos trabalhar duro pra fechar o final de semana com chave de ouro, mas sabendo que não vai ser nada fácil pela alta competitividade!".

Weldes Campos - “Somos líderes no campeonato nacional da GT Sprint Race também na Special, Eu e Ricardo Sperafico. Isso ajuda muito. Sinceramente, para mim será mais uma chance de evoluir dividindo o carro ao lado dele. E eu sugo sempre o máximo de aprendizado. Claro que ganhar o minitorneio será consequência de um bom trabalho nosso juntos dentro e fora da pista. Todas as pistas são novidade. Estou muito ansioso e me preparando forte para Londrina. Vi que é uma pista veloz e acredito que será muito divertido correr lá”.

Marcelo Henriques – “Para falar a verdade eu nunca foco na expectativa e sim no que eu preciso fazer. A minha é sempre a mesma. Me preparar da melhor forma possível para que quando chegue a hora H, conseguir dar meu 100%“, comenta. Adoro a pista. Apesar de ser um espaço pequeno, conseguiram desenhar um traçado super interessante e desafiador. A energia da cidade por si só é diferenciada. Daqueles lugares que você chega e se sente a vontade.

Alex Seid – “Na etapa do ano passado em Londrina, chegamos a liderar a prova. A expectativa para a etapa é manter essa performance e buscar a vitória que ficou distante nas duas últimas etapas”, conta Alex Seid. “É uma pista muito desafiadora e sem margem para erro, pois é um circuito rápido sem muita área de escape. Vamos ter muitas disputas nas três corridas ainda mais valendo o prêmio da Special Edition”, completa.

Enrico de Lucca – “As expectativas são muito boas, pois estamos em segundo no campeonato bem próximo ao primeiro e tentar manter o resultado da última que conseguimos ganhar. É uma pista bem desafiadora com algumas curvas de coragem, mas vamos tentar nos adaptar”.

Josimar Jr. – “Já disputei duas vezes naquela pista, o que ajuda a focar no acerto do carro para esta etapa especial. Estamos com uma expectativa muito positiva para somar pontos importantes para o campeonato Overall. Para correr em Londrina, dependemos de um acerto muito bom e de uma classificação dentro do pelotão da frente, já que não existem muitos pontos de ultrapassagem. E isso é fundamental para sairmos com um bom resultado".

GT Sprint Race 2020 - O calendário está dividido em duas séries: o campeonato nacional propriamente dito, com seis etapas, todas no Brasil (Cascavel, Velocitta, Interlagos e Curitiba), e uma “Special Edition” (Goiânia e Londrina), com três provas. Da somatória dessas duas séries sairá o campeão da Overall nas suas respectivas categorias: PRO, PROAM e AM.

A GT Sprint Race é patrocinada pela Tekbond, Yokohama, Militec1, Sparco, TecPads, Injepro e -Fremax.

Silvana Grezzana Santos/Asimp

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.