Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Organizado pela Liga de Handebol do Paraná, o Campeonato Paranaense de Handebol Infantil está em contagem regressiva para o início dos jogos. O arremesso inicial será dado nesta sexta-feira (04.10), a partir das 13h20, com partidas simultâneas em quatro praças esportivas de Guarapuava (PR), cidade que recebe pela terceira vez uma competição estadual das categorias de base.

Realizada em etapa única, a disputa reúne 39 equipes da categoria sub-14, nos naipes feminino e masculino. Serão duas rodadas classificatórias, além das semifinais e finais nos ginásios de esportes Joaquim Prestes, do Gresga, do 26º Grupo de Artilharia de Campanha do Quartel do Exército e do Centro de Iniciação ao Esporte Professor Antônio Carlos de Paula. Os campeões vão ser conhecidos no domingo (06.10), após 89 partidas.

Vinte e seis municípios estarão representados na disputa, sendo eles Alto Paraná, Arapongas, Astorga, Bom Sucesso, Cambé, Campo Mourão, Curitiba, Floraí, Foz do Iguaçu, Francisco Alves, Ivaí, Jardim Alegre, Londrina, Marechal Cândido Rondon, Marialva, Maringá, Mercedes, Ourizona, Palmeira, Ponta Grossa, Santa Izabel do Oeste, São Miguel do Iguaçu, Sarandi, Saudade do Iguaçu, Tapejara, além da cidade-sede.

Preparação

Conforme o coordenador local da competição, José Renato de Oliveira Miranda, todos os ginásios e alojamentos estão preparados para receber os participantes do torneio, considerado um celeiro de jovens talentos. “Contamos com a colaboração de várias entidades para que pudéssemos fazer essa competição, entre elas do Corpo de Bombeiros, que nos cedeu o alojamento para a arbitragem, e o Exército um dos ginásios. Agradeço também ao secretário de Esportes Pablo Almeida, que colocou sua equipe à disposição para preparar as praças esportivas pra receber os jogos. Nossa expectativa é bastante grande, tendo em vista que essa é uma das maiores competições da Paraná Handebol”, expôs Miranda.

As seleções feminina e masculina do Projeto Escola de Campeões vão representar pela primeira vez a cidade-sede na disputa. “Em 2018 participamos do Festival sub-10 e sub-12, neste ano vamos competir no sub-14 e no próximo ano a ideia é disputar ainda o cadete com equipes formadas no projeto”, antecipou Miranda.

Novo formato

Em razão do grande número de inscritos, o formato da competição foi alterado e passa a ser disputado em duas divisões: Chave Ouro e Chave Prata. “Esse sistema já é adotado em competições das categorias juvenil e adulto, é uma forma de deixar a competição mais equilibrada, equiparando as equipes que se enfrentam em cada chave”, justificou o presidente da Liga de Handebol do Paraná, Roberto Niero (Pimpão).

Na principal divisão, a composição dos grupos obedece a classificação geral final de 2018, e na divisão intermediária os grupos são formados conforme ranking estabelecido pelas classificações obtidas na categoria entre 2015 e 2018, por ordem alfabética.

No formato anterior, a seleção feminina de Santo Antônio do Sudoeste e o elenco masculino do Colégio Marista Pio XII/LHCG/Ponta Grossa conquistaram o título estadual.

Sistema de disputa

Na fase classificatória os times jogarão entre si dentro de cada grupo pelo sistema de rodízio em um turno completo, classificando as semifinais os 1º e 2º lugares de cada grupo na Chave Ouro, enquanto na Chave Prata avançam no naipe masculino os primeiros colocados de cada grupo, e no feminino as primeiras colocadas de cada grupo e a melhor segunda colocada. Os dois últimos classificados caem para a Chave Prata e os dois melhores classificados sobem para a Chave Ouro em 2020.

Premiação

Haverá troféu e medalhas para as equipes classificadas em 1º, 2º e 3º lugar em cada naipe, além de premiação aos atletas destaques das partidas. Os mais indicados concorrem ao Prêmio Melhores do Handebol Paranaense, evento realizado no início do próximo ano.

Apoio

O Campeonato Paranaense de Handebol Infantil conta com o apoio da Prefeitura de Guarapuava, por intermédio da Secretaria de Esportes e Recreação, da Federação Internacional de Handebol (IHF), da Confederação Brasileira de Handebol, do Instituto Paranaense de Ciência do Esporte, da Associação Paranaense de Árbitros de Handebol (APAH), do CREF9/PR e da Kempa.

Jaqueline Galvão/LHPR

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios