Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Os Jogos Inter Atléticas (JIA) devem agitar Londrina a partir da próxima sexta-feira (7). Em sua 7ª edição, os JIA contam com um número recorde de associações atléticas participantes – neste ano, 16 equipes competem pelo ouro. A competição, que tradicionalmente une estudantes universitários das principais instituições londrinenses, tem neste ano também a participação de times de Apucarana e Cornélio Procópio.

Os Jogos chegam a sua sétima edição, consolidando-se como maior evento universitário de Londrina e região. Estudantes de universidades públicas e privadas locais vão se reunir durante o mês de outubro para competir em 12 modalidades esportivas. Neste ano, as competições serão realizadas na Associação Cultural e Esportiva e Londrina (Acel), Estádio José Garbelini (Cambé), Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), Aterro do Lago Igapó, Grêmio Uninorte e Associação Suzuki de Judô.

Os JIA são organizados pela Liga das Atléticas de Londrina (LAL), organização estudantil que visa a promoção do esporte universitário. A cada gestão, cinco associações atléticas são eleitas para compor a Comissão Organizadora (CO) dos JIA. Mateus Romero é presidente da Associação Atlética Acadêmica de Engenharia XXVI de Novembro, associação que está responsável pela presidência da CO na gestão de 2016. Ele destaca a inclusão de associações de Apucarana e Cornélio Procópio nesta edição dos Jogos. “Expandir o evento sempre foi uma vontade nossa. Acredito que nós só temos a ganhar através da integração com atletas de outras universidades”, afirma.

Idealizado por estudantes universitários de diversas instituições de Londrina, os JIA foram realizados pela primeira vez em 2010. Naquele ano foram feitas duas edições: uma no primeiro semestre e outra no segundo. A ideia dos Jogos surgiu no final de 2009, quando representantes de algumas associações dialogavam sobre a possibilidade de um campeonato universitário local com tempo reduzido e aos finais de semana. Assim, todos teriam a oportunidade de participar.

Neste ano, os JIA contam com oito dias de competição, começando na sexta-feira (7), com o tênis de mesa, e fechando no dia 23 de outubro com as finais das modalidades coletivas. As associações participantes dos Jogos nesta edição são Ascof (Comunicação, Educação e Artes – UEL), XV de Setembro (Administração, Economia, Ciências Contábeis e Secretariado - UEL), A.A.A.E. (UTFPR – Cornélio Procópio), XXVI de Novembro (UTFPR – Londrina), XII de Março (UTFPR – Apucarana), A.A.A.D. (Direito - PUC), Sete de Março (Direito – UEL), Exatas (UEL), IX de Novembro (Engenharias e Arquitetura – Unifil), A.A.A.M. (Medicina – PUC), A.A.A.E. (Engenharias – PUC), XXI de Agosto (Engenharias e Arquitetura - UEL), Atlética de Veterinária (UEL), 7 Copas (Fisioterapia – UEL), XXI de Outubro (Educação Física – UEL) e A.A.A.F.G. (Medicina – UEL).

Os JIA 2016 contam ainda com o Desafio de Baterias Universitárias – grupos de percussão criados para agitar a torcida e representar o nome de cada atlética. O concurso será realizado no Grêmio Uninorte, após os jogos finais da competição. Participam do desafio neste ano as baterias Demônios da Lagoa (XXI de Agosto – UEL), Tatukada (Direito – UEL), Lolloteria (Exatas – UEL), Viraloucos (Direito – PUC), Tubatuque (XV de Setembro – UEL), Laranja Mecânica (Medicina – UEL), Embaralhada (Medicina – PUC) e Gorilada (UTFPR - Londrina). O desafio é uma parceria do JIA com a Liga das Baterias Universitárias de Londrina, organização criada recentemente da união de grupos de Londrina.

O encerramento dos Jogos se dá no dia 29 de outubro com a festa oficial da competição. O evento será realizado na Chácara Lima (Estrada do Limoeiro, Km 05), a partir das 15 horas. A festa é open bar e terá suas atrações divulgadas nos próximos dias. Os convites podem ser adquiridos a R$ 40 pelo site: http://bit.ly/2dHjude

O que são as Atléticas?

Associações Acadêmicas Atléticas (AAA) - ou simplesmente atléticas - são organizações estudantis para o desenvolvimento do esporte universitário. Fundadas e geridas pelos próprios estudantes, as atléticas têm por função organizar jogos universitários, prover condições para o treino de atletas e organizar a bateria oficial da torcida.

Tradicionalmente, tais associações não possuem vínculo institucional com as universidades, reafirmando assim sua autonomia financeira e de gestão. Dentro das atléticas, subdividem-se as funções a fim de cobrir todas as a tarefas necessárias. A diretoria é formada de acordo com os estatutos próprios, e os acadêmicos são eleitos para as diversas funções dentro da associação.

Renan Duarte/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios