Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O Rio Open apresentado pela Claro, maior torneio da América do Sul, receberá entre os dias 16 e 24 de fevereiro no Jockey Club Brasileiro, inúmeras personalidades do esporte nacional e mundial. Assim como nas edições anteriores, quando foram homenageados grandes nomes do esporte,  neste ano outro grande nome da nossa história  será celebrado na quadra central do torneio, a quadra Guga Kuerten: Larri Passos. Os ingressos estão à venda no site tudus.com.br/rioopen.

Maior treinador da história do tênis brasileiro, tendo levado Gustavo Kuerten ao topo do ranking mundial por 43 semanas, a três títulos de Roland Garros e também ao da Masters Cup de Lisboa, Larri Antônio dos Passos nasceu em 1957 em Rolante, no Rio Grande do Sul, e começou a jogar tênis em Nova Hamburgo. Formou-se em Educação Física e começou a ensinar o esporte em Camboriú, em Santa Catarina. Em 1990, tornou-se treinador de Gustavo Kuerten, na época com 14 anos. Larri esteve ao lado de Guga durante praticamente toda a carreira e se tornou um segundo pai para o catarinense, que o reverencia por onde quer que vá.

No entanto, a carreira de Larri não se resume ao trabalho com Guga. Antes de embarcar na missão de treinar o jovem catarinense, a pedido do pai de Guga, Aldo, falecido quando o tenista tinha 8 anos, ele treinou Marcus Vinícius Barbosa e Dadá Vieira. Passaram por suas mãos no Brasil,  na época, Marcio Carlsson, Otávio Della, Ricardo Schlachter, entre muitos outros. Ele teve também grande atuação no tênis feminino internacional, trabalhando com a ex-número 5 do mundo Daniela Hantuchova, com austríaca Tamira Paszek, que chegou a 26a. colocada na WTA e com a brasileira Beatriz Haddad Maia. Ele também foi treinador de Tiago Fernandes, que venceu o Australian Open juvenil em 2010, e de Thomaz Bellucci. Atualmente, continua formando talentos no Instituto Larri Passos em Camboriú, onde construiu a própria academia, em 1997.

Em 1997 foi escolhido o melhor treinador de tênis do mundo, em votação da imprensa italiana e em 2001 chegou a receber o prêmio de melhor técnico do Brasil pelo COB.

Casado com Carla e pai de Bettina e Sofia, divide seu tempo entre os Estados Unidos e o Brasil.

“A trajetória vitoriosa do Larri é uma inspiração pra todos nós. Apesar de se consagrar ao lado do Guga, ele identificou e lapidou vários outros talentos e espero que ele e o público presente curtam muito essa homenagem a esse gênio do nosso esporte,” disse Luiz Carvalho, Diretor do Torneio.

O Rio Open 2019 divulgou sua lista de inscritos com quatro tenistas do top 20: o austríaco Dominic Thiem, vice-campeão de Roland Garros e número 8 do mundo; os italianos Fabio Fognini e Marco Cecchinato; e o argentino Diego Schwartzman, atual campeão.

Assessoria de Imprensa/Rio Open

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios