Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O Rio Open apresentado pela Claro, maior torneio da América do Sul, receberá entre os dias 16 e 24 de fevereiro no Jockey Club Brasileiro, inúmeras personalidades do esporte nacional e mundial. Assim como nas edições anteriores, quando foram homenageados grandes nomes do esporte,  neste ano outro grande nome da nossa história  será celebrado na quadra central do torneio, a quadra Guga Kuerten: Larri Passos. Os ingressos estão à venda no site tudus.com.br/rioopen.

Maior treinador da história do tênis brasileiro, tendo levado Gustavo Kuerten ao topo do ranking mundial por 43 semanas, a três títulos de Roland Garros e também ao da Masters Cup de Lisboa, Larri Antônio dos Passos nasceu em 1957 em Rolante, no Rio Grande do Sul, e começou a jogar tênis em Nova Hamburgo. Formou-se em Educação Física e começou a ensinar o esporte em Camboriú, em Santa Catarina. Em 1990, tornou-se treinador de Gustavo Kuerten, na época com 14 anos. Larri esteve ao lado de Guga durante praticamente toda a carreira e se tornou um segundo pai para o catarinense, que o reverencia por onde quer que vá.

No entanto, a carreira de Larri não se resume ao trabalho com Guga. Antes de embarcar na missão de treinar o jovem catarinense, a pedido do pai de Guga, Aldo, falecido quando o tenista tinha 8 anos, ele treinou Marcus Vinícius Barbosa e Dadá Vieira. Passaram por suas mãos no Brasil,  na época, Marcio Carlsson, Otávio Della, Ricardo Schlachter, entre muitos outros. Ele teve também grande atuação no tênis feminino internacional, trabalhando com a ex-número 5 do mundo Daniela Hantuchova, com austríaca Tamira Paszek, que chegou a 26a. colocada na WTA e com a brasileira Beatriz Haddad Maia. Ele também foi treinador de Tiago Fernandes, que venceu o Australian Open juvenil em 2010, e de Thomaz Bellucci. Atualmente, continua formando talentos no Instituto Larri Passos em Camboriú, onde construiu a própria academia, em 1997.

Em 1997 foi escolhido o melhor treinador de tênis do mundo, em votação da imprensa italiana e em 2001 chegou a receber o prêmio de melhor técnico do Brasil pelo COB.

Casado com Carla e pai de Bettina e Sofia, divide seu tempo entre os Estados Unidos e o Brasil.

“A trajetória vitoriosa do Larri é uma inspiração pra todos nós. Apesar de se consagrar ao lado do Guga, ele identificou e lapidou vários outros talentos e espero que ele e o público presente curtam muito essa homenagem a esse gênio do nosso esporte,” disse Luiz Carvalho, Diretor do Torneio.

O Rio Open 2019 divulgou sua lista de inscritos com quatro tenistas do top 20: o austríaco Dominic Thiem, vice-campeão de Roland Garros e número 8 do mundo; os italianos Fabio Fognini e Marco Cecchinato; e o argentino Diego Schwartzman, atual campeão.

Assessoria de Imprensa/Rio Open

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.