Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Dos nove municípios que estão representados na fase final da Divisão A do 62º Jogos Abertos do Paraná (JAPS), em Toledo, quatro subiram ao pódio na disputa do tênis de mesa por duplas. Casa da modalidade, o Ginásio de Esportes Castelão recebeu, na segunda-feira (14.10), 36 atletas que se enfrentaram em 55 partidas, totalizando 209 jogos até serem conhecidos os campeões.

Após a conquista do 3º lugar por equipes, Maringá voltou a figurar entre as primeiras colocadas. As atletas Jully Nagao e Laís Hayashi sagraram-se bicampeãs na dupla feminina após vencerem por 3 sets a 0 as londrinenses Evelyn Tomi e Lais Toma. Na disputa por grupos, as maringaenses haviam sido derrotadas pelas adversárias da final, na revanche se sobressaíram e conseguiram manter o título na Cidade Canção. “Tivemos que nos superar pra conseguir vencer esse jogo, jogamos muito melhor do que na fase de grupos, quando também encontramos com Londrina. Estamos muito felizes por termos conquistado nosso primeiro ouro nesta competição. Vestir a camisa de Maringá é uma honra”, afirmou a dupla bicampeã.

Completaram o pódio Luana Ferreira e Barbara Marroque, de Cascavel, que ganharam de 3 sets a 1 sobre Luciana Morimoto e Tássia Tanaka, de Campo Mourão.

Ouro por equipes, Londrina se manteve no lugar mais alto do pódio, desta vez na categoria dupla masculina. Depois de ficarem com o vice-campeonato na última edição dos JAPS, Danilo Toma e Thiago Grossklaus sagraram-se campeões ao superarem por 3 sets a 1 os irmãos Gabriel e Gustavo Miura, de Maringá. Na 3ª colocação ficaram Fernando Fukushima e Roberto Diquique, de Goioerê, ao vencerem por 3 sets a 0 os iguaçuenses Marcos Okino e Allex Sakata.

Natural de Porto União (SC), Thiago já vestiu a camisa de alguns municípios catarinenses como Balneário Camboriú e Joinville, com os quais conseguiu se destacar em torneios estaduais, figurando nas primeiras colocações. Para evoluir de nível, começou a jogar no Estado de São Paulo, passando por Jundiaí, Santo André, Jacareí e Bauru. Em razão do bom desempenho que teve representando as cidades paulistas, tendo conquistado títulos nos Jogos Abertos de São Paulo, Campeonato Brasileiro e Campeonato Paulista, Tiago foi convocado para defender o Brasil em uma competição latina. Até 2015 jogou profissionalmente, após passou a atuar na área de treinamento funcional e nutrição esportiva. “Além de rever os amigos, é um prazer retornar para jogar em uma equipe de renome no Paraná e poder representar bem Londrina, ganhando títulos. Estando um pouco afastado do circuito de competições é muito prazeroso voltar a jogar em alto nível em um esporte que eu gosto, ao mesmo tempo trás muita saudade e motivação pra continuar jogando bem”, declarou Thiago, que chegou a ocupar o 8º lugar no ranking brasileiro.

Com 26 anos, Danilo tem um vasto currículo no esporte, com passagens por clubes brasileiros e estrangeiros. Recentemente renovou contrato com o Hertha Berliner Sport Club e em novembro embarca mais uma vez para a Alemanha para disputar a Bundesliga, a liga alemã de clubes da modalidade. “Entro muito focado em todos os jogos, com bastante garra pra tentar vencer todos os sets. Fico muito feliz em ver que todo nosso esforço e empenho tenha dado certo e que vamos levar a medalha de ouro pra casa esse ano”, expôs Danilo, atual 5º lugar no ranking brasileiro.

Entre 2008 e 2010 foi campeão pela Seleção Brasileira Juvenil do Campeonato Latino-Americano, do Campeonato Sul-Americano e de etapas do Circuito Mundial. Já em 2012 disputou com a seleção adulta o Campeonato Latino-Americano e algumas etapas do Circuito Mundial. Também defendeu o Brasil nos Jogos Olímpicos Universitários, uma das experiências mais engrandecedoras que teve em sua carreira. “Foi uma experiência muito bacana, com atletas de alto nível, fiquei muito feliz. Os Jogos Olímpicos ainda são um sonho, tem que trabalhar muito duro e eu sei disso, vamos tentar, tem que ter persistência, pois depende de vários fatores, não só de resultados”, relatou Danilo.

Em uma partida equilibrada pelo 1º lugar da dupla mista, os cascavelenses Eduardo da Silva e Kesya Vidal superaram Hanna Ueda e Douglas Ueno, de Londrina, por 3 sets a 1, conquistando a primeira medalha de ouro para Cascavel. Tenho muita história nos Jogos Abertos, essa medalha é muito especial. Além disso, é gratificante você conquistar uma medalha de ouro quando você se esforça pra chegar ao que se propôs. Estou muito contente, agora foco total no individual e confiança pra jogar firme”, disse Eduardo, que compete há 17 anos nos JAPS e com a equipe masculina é tetracampeão geral.

Estreante na competição, a paulista Kesya reforça o elenco cascavelense. “Foi uma partida emocionante, com jogos muito difíceis sobre Londrina. É uma alegria defender essa camisa e subir no pódio”, afirmou.

Na disputa pelo bronze, Ana Paula Zulin e Pedro Tusset, de São José dos Pinhais, superaram os donos da casa Miriam Suzuki de Igor Viana, por 3 sets a 2.

Os Jogos Abertos do Paraná são promovidos pelo Governo do Estado do Paraná, por meio da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte, e contam com o apoio do município de Toledo.

Jaqueline Galvão/Ascom/JAPS

Clique nas fotos para ampliar

Jully e Lais Campeãs Dupla Feminina - Foto Jaqueline Galvão
Kesya e Eduardo Campeões Dupla Mista - Foto Jaqueline Galvão
PÓDIO DUPLA FEMININA
PÓDIO DUPLA MISTA
Danilo Toma e Thiago Grossklaus - Foto Kelvin Polasso

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios