Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Equipe de servidores da Fundação de Esportes de Londrina tem prazo de 12 dias para definir quais projetos serão contemplados neste ano

O primeiro edital de 2019 do Fundo Especial de Incentivo a Projetos Esportivos (FEIPE), cujas inscrições encerraram na segunda-feira (11), recebeu 78 propostas. Até o dia 24 deste mês, uma comissão, composta por servidores da Fundação de Esportes de Londrina (FEL), designados através de portaria, farão a avaliação de todas as propostas. O resultado dessa análise será homologado pelo Conselho Administrativo da FEL (CAFEL), e no dia seguinte deverá ser publicada a listagem preliminar, informando quais as propostas habilitadas e inabilitadas.

Para este edital, a FEL disponibilizou R$5.729.000,00 em recursos do FEIPE, distribuídos entre cinco programas esportivos, que são: Formação Esportiva da Juventude; Incentivo ao Desenvolvimento do Esporte Adulto; Apoio às Ligas Esportivas Londrinenses; Esportes para Pessoas com Deficiência; Modalidades Alternativas. A expectativa da Fundação é que, por meio deste edital, 3.500 pessoas sejam atendidas diretamente pelos projetos, e outras duas mil de forma indireta.

Segundo o diretor técnico da FEL, Claudemir Fattori, dentre as 78 modalidades esportivas previstas pelo edital, apenas 10 não foram contempladas com propostas. Destas, duas são no programa de Esportes para Pessoas com Deficiência, e oito no programa de Incentivo ao Desenvolvimento do Esporte Adulto. O programa de Modalidades Alternativas foi o que mais teve propostas inscritas, com 19 projetos disputando em 11 modalidades.

Fattori destacou que, para o dia 26 deste mês, está prevista a publicação do edital informando as propostas previamente aprovadas. “A avaliação nesta primeira fase vai conferir os documentos apresentados, e analisar o projeto, currículo técnico, contrapartidas pecuniárias e não pecuniárias, entre outros itens”, detalhou. Em seguida, os proponentes classificados devem providenciar a documentação exigida pelo edital, para firmarem o termo de colaboração com o Município.

De acordo com o presidente da FEL, Fernando Madureira, um dos diferenciais desta edição do FEIPE é a exigência de que todas as propostas que forem selecionadas desenvolvam um núcleo, de cunho social, com ações voltadas a crianças e adolescentes. “Essa seria uma espécie de contrapartida pelo uso desses recursos públicos. A previsão é que cerca de duas mil pessoas sejam atendidas por essa iniciativa”, afirmou.

O presidente da FEL citou também que, após serem firmados os termos com todos os projetos regularmente aprovados, um novo edital do FEIPE deverá ser publicado. “Vamos também analisar o porquê de algumas modalidades não terem sido atendidas, para que nessa próxima oportunidade elas recebam propostas. Então essa será uma nova oportunidade, inclusive aos que não conseguiram se inscrever a tempo desse primeiro edital”, destacou.

Madureira lembrou também que várias equipes patrocinadas pelo FEIPE em 2018 conquistaram ótimos resultados, como os atletas de taekwondo, que participaram do Grand Slam; atletas de base do basquete foram convocados para seleção estadual, assim como do handebol; da paracanoagem, atleta integrante da equipe sagrou-se campeão mundial. “O FEIPE leva o nome de Londrina a todos os cantos do país e também pelo mundo, sempre de forma muito positiva”, ressaltou.

Juliana Gonçalves/NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios