Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Atividade realizada em parceria com a Fundação de Esportes de Londrina (FEL) faz parte da Semana do Combate ao Abuso Sexual e Violência

Como parte das ações da Semana do Combate ao Abuso Sexual e Violência na Rede Municipal, a Escola Municipal Nina Gardemann sedia, nesta terça-feira (14), uma aula prática sobre defesa pessoal, exclusiva para mulheres. São convidadas a participar mães e familiares dos alunos da unidade, bem como mulheres moradoras da região. A aula será realizada às 19 horas, e não é preciso fazer inscrição prévia.

O endereço da Escola Municipal Nina Gardemann é Rua Dragen Feld, 73, Jardim Tókio. Segundo a diretora da unidade, Tania Maria Terra Machado, a atividade é voltada a todas as mulheres, para que tenham conhecimentos técnicos caso sejam vítimas de violência. “Queremos promover o acesso a essas informações, pois ajudam a evitar situações graves e irreversíveis”, comentou.

A aula de defesa pessoal será conduzida pelo presidente da Fundação de Esportes de Londrina (FEL), Fernando Madureira, que é treinador e ex-atleta de taekwondo, juntamente com o mestre Josué Lima, especialista em defesa pessoal.

Madureira comentou que há uma grande procura pelas aulas de defesa pessoal, principalmente após a FEL oferecer a atividade em duas ocasiões, no Ginásio de Esportes Moringão. “A procura tem sido grande. Na primeira aula, tivemos a participação de mais de 400 pessoas, e na segunda, outras 120. Além disso, surgiram convites e solicitações para realizarmos as aulas em outros espaços. Estamos negociando datas e horários para oferecer novas edições”, comentou.

Durante o curso intensivo, que vai ocorrer na quadra de esportes da escola, serão repassadas as noções básicas de defesa pessoal, com fundamentação e orientações sobre as atitudes preventivas. “Com o aumento nos casos de feminicídio, das denúncias de violência contra a mulher, é importante encorajar e motivar as mulheres a praticarem uma atividade física, inclusive um esporte de luta. Vamos mostrar a elas como enfrentar esses momentos difíceis, pois até a postura que você adota é uma forma de defesa. Alguém que se encolhe, se retrai, acaba sendo uma presa fácil, já quem tem uma postura de confiança dá outra impressão ao agressor. Por isso vamos mostrar esses e outros pontos, para elas terem essa confiança e saberem como reagir a um eventual ataque”, detalhou.

Para a ação desta terça-feira (14), Madureira indicou que as participantes compareçam utilizando roupas confortáveis e apropriadas para a realização dos movimentos, como camiseta, calça de moletom e tênis. Podem comparecer mulheres com idade superior a 12 anos, e é sugerido que a alimentação antes da aula seja leve, para não atrapalhar nos movimentos e práticas.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios