Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Equipe também conquistou resultados expressivos em competições no Paraná e Santa Catarina

Foi um final de semana especial para a equipe Londrina/FEL/IPEC. Foram três competições, com inúmeros pódios, marcas batidas e um título muito especial: a londrinense Tatiane Raquel Silva sagrou-se campeã sul-americana na prova dos 3000 metros com obstáculos. Com o resultado, ela ajudou a seleção brasileira a ficar com mais um título continental, no torneio realizado em Lima, no Peru, no último final de semana.

“Estou muito feliz. É um título que eu estava buscando muito, um dos mais importantes da minha carreira”, destacou a atleta de 28 anos, que voltou a competir pela equipe londrinense neste ano. “Agora é continuar trabalhando, por que sei que ainda posso melhorar”, completou. No Peru, ela venceu a prova com o tempo de 9min45seg55, seu melhor tempo na temporada. A marca é também o novo recorde do campeonato na prova.

Adelly Oliveira e July Ferreira Silva também brilharam em pistas peruanas. A primeira foi terceira colocada nos 100 metros com barreiras, marcando 13seg64; e July repetiu o resultado nos 1500 metros, com o tempo de 4min27seg93.

Paranaense sub-20

No Campeonato Paranaense sub-20, disputado em Maringá, a equipe Londrina/FEL/IPEC sagrou-se campeã geral do torneio, vencendo tanto no naipe feminino como no masculino. No total o time conquistou 11 medalhas de ouro, 18 de prata e 13 bronzes.

Maria Eduarda Gonçalves brilhou mais uma vez. Venceu a prova do lançamento do disco e ainda registrou o novo recorde da competição, com 42,97 metros, marca que a coloca como integrante do “Top 3” do ranking nacional da categoria.

Seguindo a tradição de bons resultados nas provas de arremesso e lançamentos, Leonardo Mário dos Santos foi o campeão no arremesso de peso, com a marca de 15,95 metros. Ele agora ocupa a 4ª colocação no ranking brasileiro. Heber Lima (Colégio Ética) ficou com a prata no lançamento do martelo, com a marca de 50,67 metros. O jovem de 16 anos é o quarto colocado no ranking nacional da categoria sub-20, mesmo com idade para competir numa categoria abaixo.

Por fim, a equipe fez bonito também no Campeonato Catarinense Sub-14 e Sub-16, em Campos Novos (SC). Destaque para Gabriela Tardivo, que venceu as provas do 1000 metros (3min09seg) e 1000 metros com obstáculos (3min23seg), da qual ela passa a ter a melhor marca do país na no sub-16.

No arremesso de peso, Giovanna Nogueira Vespero (Colégio Ética) também subiu ao lugar mais alto do pódio e de quebra também assumiu a ponta do ranking nacional da prova, na categoria sub-16.

Para o técnico Gilberto Miranda, os resultados obtidos nas últimas competições mostram a força do trabalho desenvolvido em Londrina. “Somos um dos poucos projetos, talvez o único do Brasil, com resultados expressivos e atletas ranqueados no ‘top 3’ em todas as categorias. Os resultados desse final de semana reforçam que o projeto tem se fortalecido cada vez mais dentro e fora do Brasil”, apontou.

O Projeto Londrina Atletismo tem patrocínio da Prefeitura de Londrina e Fundação de Esportes de Londrina, através do Fundo Especial de Incentivo a Projetos Esportivos (Feipe), e parceria da Universidade Estadual de Londrina (UEL).

Rafael Souza/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.