Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Time sub-16 conta com 29 atletas na busca por medalhas na capital cearense; campeã em 2018, Gabriela Tardivo sonha repetir a dose

É Fortaleza, distante mais de 3 mil quilômetros de Londrina, que um grupo de 29 atletas da equipe Londrina/FEL/IPEC promete trabalhar muito para fazer bonito no Campeonato Brasileiro Sub-16. A principal competição do atletismo brasileiro da categoria começa hoje e vai até domingo na capital cearense.

Será um desafio e tanto para a grande maioria dos integrantes do time londrinense, que pela primeira vez terão a oportunidade de disputar uma competição nacional. Kaua Oliveira, de 14 anos, é um deles. Mas apesar da estreia, o atleta quer fazer bonito. “É um sonho, minha principal competição. Vou dar meu melhor”, prometeu o jovem, que vai disputar os 1000 metros rasos e os 1000 metros com obstáculos.

Eleita melhor atleta por índice técnico da edição 2018, Gabriela Tardivo também está na disputa desse ano e sonha repetir o feito do ano passado, quando venceu as provas dos 1000 metros rasos e 1000 metros com obstáculos. “Treinei muito para esse campeonato. Vou fazer de tudo para subir ao pódio novamente”, falou a jovem de 15 anos, líder do ranking nacional sub-16 nos 1000 metros com obstáculos.

Atual líder dos rankings nacionais sub-16 e sub-18, Julia Barbosa é uma das favoritas ao pódio no lançamento do disco. “Será uma competição de altíssimo nível. Será preciso muita concentração e dedicação para conquistar algo importante”, afirmou a jovem. No arremesso de peso, Giovanna Nogueira Vespero (Colégio Ética) também chega com boas chances de medalha ao nacional.

Além dos adversários, os atletas londrinenses também terão de driblar o calor na capital cearense. Nos dias de competição a máxima deve passar dos 30 graus, o que vai exigir um bom preparo de todos. “Claro que acaba interferindo (calor), mas estão todos preparados. Em Londrina fez muito calor esses dias também. É concentrar e trabalhar focado para representar bem a cidade de Londrina”, falou o treinador Gilberto Miranda, que chefia a delegação no Ceará.

Outro destaque no Brasileiro será o novo uniforme da equipe, que acabou de sair do forno. O novo fardamento traz o selo do Comitê Brasileiro de Clubes, novo parceiro do Projeto Londrina Atletismo. Com a parceria, o CBC custeia todas as despesas de transporte e hospedagem da equipe em campeonato brasileiros interclubes.

O Projeto Londrina Atletismo tem patrocínio da Prefeitura de Londrina e Fundação de Esportes de Londrina, através do Fundo Especial de Incentivo a Projetos Esportivos (Feipe), e parceria da Universidade Estadual de Londrina (UEL).

Rafael Souza/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios