Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Anfitriões venceram nos dois naipes, com direito a uma disputa ponto a ponto e decidida nas últimas provas diante de Maringá

Foram dois dias de muito calor, disputas em altíssimo nível e dezenas de recordes do campeonato batidos na pista da Universidade Estadual de Londrina (UEL), em Londrina. E no final, a festa foi toda da equipe da casa. Londrina foi a melhor equipe nos naipes masculino e feminino e terminou a fase final A do atletismo nos Jogos da Juventude do Paraná (Jojups) com a primeira colocação geral.

E se no feminino as anfitriãs conseguiram abrir uma boa vantagem e garantir o primeiro lugar até com uma vantagem, entre os homens a disputa foi emocionante e decidida apenas nas últimas provas. Até o revezamento 4 x 400 metros e o lançamento do dardo, o time de Maringá ocupava a primeira posição. Mas a vitória dos donos da casa no revezamento, que valia pontuação dobrada, definiu a ida ao lugar mais alto do pódio. A diferença entre campeão e vice foi de apenas 17,5 pontos: 263 a 245,5.

Para o treinador Gilberto Miranda, da equipe Londrina/FEL/IIPEC, que representou a cidade nos Jojups, a conquista é fruto de um trabalho intenso da equipe dentro e fora das pistas. “Ganhar campeonato, fazer resultados em nível técnico e social, não é só dentro da pista. Há um empenho muito grande de todos fora da pista também e isso é determinante para alcançar objetivos como esse”, frisou o técnico.

Na pista, a equipe de Londrina voltou a mostrar por que é uma das maiores do Brasil nas provas de lançamento e arremesso. Leonardo Mário dos Santos venceu e estabeleceu novo recorde para o campeonato no arremesso de peso (16,33 metros). No lançamento do disco, Maria Eduarda Gonçalves repetiu o feito do companheiro e subiu ao lugar mais alto do pódio. Pedro Tombolim foi o destaque nas provas de pista, com três medalhas de ouro. Ele venceu e estabeleceu novos recordes para a competição nos 400 (48seg29) e 800 metros rasos (1min53seg55), e ainda ajudou o time do revezamento 4 x 400 (com Murilo Almeida, David dos Santos e Edson Júnior) a subir ao lugar mais alto do pódio e sair também como recordista do campeonato (3min19seg85).

“A gente sabia que Maringá vinha muito forte no masculino, assim como Campo Mourão no feminino, e tínhamos certeza de que teríamos que lutar muito para chegar entre os três primeiros. Mas a gente se preparou e lutamos até a última prova. De toda foram, estão todos de parabéns, por elevar o nível do atletismo paranaense”, emendou o treinador. Entre os homens, Campo Mourão terminou na terceira colocação, com 131 pontos.

Ele lembrou que o fato de competir em casa ajuda em alguns aspectos, como o de conhecer o local da competição, mas por outro lado, traz uma pressão para um bom desempenho. “Nesses 20 anos de projeto, a gente sempre teve essa pressão para ser o melhor. Para nós, independente de ser em casa ou fora, queremos sempre ganhar. E, lógico, para a cidade o título geral é muito importante e estamos felizes de representar bem mais uma vez e colaborar para que cidade possa buscar uma posição no geral”, destacou Miranda.

No naipe feminino, Londrina terminou 237,5 pontos, contra 176 de Campo Mourão e 144 de Curitiba. No ano passado, a cidade havia ficado com a segunda colocação em ambos os naipes.

Rafael Souza/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios