Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Maior competição interclubes da América Latina começa amanhã e reunirá principais equipes do país em São Paulo

Com a concentração e as expectativas renovadas, a equipe Londrina/FEL/IPEC encara a partir desta quinta-feira (10) mais uma participação no Troféu Brasil. Considerada a principal interclubes do atletismo da América Latina, a competição reunirá os principais atletas da categoria adulta no Brasil até domingo no Estádio do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa (COTP), em São Paulo. Ao todo serão 770 competidores, de 130 clubes, representando 23 estados e o Distrito Federal nas disputas.

Os números são surpreendentes e revelam a força do esporte, mesmo num ano totalmente atípico por causa de pandemia da COVID-19, que foi um desafio e tanto para todos os integrantes da comunidade do atletismo nacional.

O time londrinense terá 16 atletas nas disputas. Já experientes em Troféu Brasil, Livia Avancini, Tatiane Raquel da Silva e Joziane Cardoso figuram entre as favoritas em suas provas. Por outro lado, alguns jovens vão debutar na competição, casos de Giovanna Nogueira Vespero (Colégio Ética) e Giovanna Venâncio, destaques da categoria sub-18 e sub-20, respectivamente.

Vice-campeã brasileira sub-20 em 2017, Shayara Cristina Ribeiro vai para sua quinta participação no Troféu Brasil e quer se firmar entre os principais nomes do Brasil no lançamento do dardo. “Minha expectativa é muito boa, espero terminar o ano com um bom resultado, acredito que posso melhorar minha marca e fazer um bom desempenho”, afirmou a atleta, às vésperas de entrar definitivamente para a categoria adulto.

Debutante no principal torneio interclubes da América Latina, Giovanna Nogueira Vespero (Colégio Ética) quer aproveitar ao máximo para somar em experiência. “Sou muito jovem ainda e ter uma oportunidade como essa é importante nesse processo de formação. Vou observar tudo para poder levar como aprendizado para a sequência da minha carreira”, disse a jovem de 16 anos, promessa do arremesso de peso.

Para o treinador Gilberto Miranda, a equipe tem condições de brigar por bons resultados. “Além dos principais nomes que temos hoje, como Tatiane, Livia, Joziane, temos atletas com potencial para crescer e brigar por bons resultados. Mesmo com todos os problemas que todas as equipes tiveram, a expectativa sempre é por um bom campeonato, com grande nível técnico. E a nossa meta principal é fazer sempre o melhor possível e representar bem a equipe e a cidade de Londrina”, disse o técnico.

O Projeto Londrina Atletismo tem patrocínio da Prefeitura de Londrina, por meio do Fundo Especial de Incentivo a Projetos Esportivos (FEIPE) da Fundação de Esportes de Londrina (FEL).

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios