Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Livia Avancini e Tatiane Raquel Silva brigam por vaga nos Jogos de Tóquio e terão chance de somar pontos importantes em Guayaquil-EQU

Na luta pela tão sonhada vaga olímpica, as londrinenses Livia Avancini e Tatiane Raquel Silva terão mais uma boa oportunidade de somar pontos importantes no ranking que vai definir a delegação brasileira em Tóquio. As atletas da equipe Londrina/FEL/IPEC estão oficialmente convocadas para defender a seleção brasileira no Campeonato Sul-Americano de atletismo, que será realizado entre os dias 29 e 31 deste mês, em Guayaquil, no Equador. Inicialmente agendada para Buenos Aires, a competição ganhou nova data e sede por conta do aumento no número de casos de Covid-19 na capital argentina.

 Livia garantiu a convocação por ser a segunda colocada nos rankings nacional e sul-americano do arremesso de peso. Já Tatiane é a melhor do Brasil há alguns anos nos 3000 metros com obstáculos e foi convocada também para os 1500 metros.

“O Sul-Americano é sempre uma competição muito forte, que reúne os melhores da América do Sul. Em ano olímpico, em que todo mundo está focado em índice é ainda mais forte. Então é preparar o máximo, concentrar e tentar fazer o melhor. São pontos que valem um sonho”, comentou Livia, que completou 28 anos recentemente e está desde os 15 na equipe londrinense.

“Livia está em evolução, já bateu recorde paranaense duas vezes esse ano e o Sula vem num momento técnico bom, em que ela também atingiu uma maturidade importante. Estamos bastante confiantes”, afirmou a técnica de Livia Avancini, Silvana Vieira.

Para Tatiane, que bateu na trave no último ciclo olímpico, todo esforço vale muito nesse momento. “É a hora de tirar até de onde não tem para buscar pontos e se manter bem posicionada no ranking. Estou muito feliz, é mais um Sul-Americano e esse vale ainda mais”, disse a atleta, que já sentiu o gostinho de ser campeã sul-americana dos 3000 metros com obstáculos há dois anos.

Além do Sul-Americano, ambas terão ainda o Troféu Brasil para somarem pontos e se colocarem em boas situações para garantir as vagas disponíveis pelo sistema de cotas, que lista as principais marcas do continente americano até a data determinada pelo Comitê Olímpico Internacional (COI).

Ambas as atletas convocadas são formadas no Projeto Londrina Atletismo, com mais de 15 anos de história na equipe Londrina/FEL/IPEC, comprovando assim mais uma vez a excelência dos trabalhos social, de iniciação/formação e alto rendimento realizado pelo projeto londrinense.

O Projeto Londrina Atletismo conta com incentivo da Copel e Governo do Paraná, através do programa Proesporte, e tem patrocínio da Prefeitura de Londrina e Fundação de Esportes de Londrina (FEL), através do Fundo Especial de Incentivo a Projetos Esportivos (Feipe), Instituto Paranaense de Esporte e Cultura (IPEC) e Colégio Ética; e parceria da Universidade Estadual de Londrina (UEL), Maximus Assistencial, Ivot Ortopedia, Ômega Diagnósticos, Espaço Saúde Integral Londrina e Academia AS Fitness.

Rafael Souza/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios