Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Livia Avancini e Tatiane Raquel Silva brigam por vaga nos Jogos de Tóquio e terão chance de somar pontos importantes em Guayaquil-EQU

Na luta pela tão sonhada vaga olímpica, as londrinenses Livia Avancini e Tatiane Raquel Silva terão mais uma boa oportunidade de somar pontos importantes no ranking que vai definir a delegação brasileira em Tóquio. As atletas da equipe Londrina/FEL/IPEC estão oficialmente convocadas para defender a seleção brasileira no Campeonato Sul-Americano de atletismo, que será realizado entre os dias 29 e 31 deste mês, em Guayaquil, no Equador. Inicialmente agendada para Buenos Aires, a competição ganhou nova data e sede por conta do aumento no número de casos de Covid-19 na capital argentina.

 Livia garantiu a convocação por ser a segunda colocada nos rankings nacional e sul-americano do arremesso de peso. Já Tatiane é a melhor do Brasil há alguns anos nos 3000 metros com obstáculos e foi convocada também para os 1500 metros.

“O Sul-Americano é sempre uma competição muito forte, que reúne os melhores da América do Sul. Em ano olímpico, em que todo mundo está focado em índice é ainda mais forte. Então é preparar o máximo, concentrar e tentar fazer o melhor. São pontos que valem um sonho”, comentou Livia, que completou 28 anos recentemente e está desde os 15 na equipe londrinense.

“Livia está em evolução, já bateu recorde paranaense duas vezes esse ano e o Sula vem num momento técnico bom, em que ela também atingiu uma maturidade importante. Estamos bastante confiantes”, afirmou a técnica de Livia Avancini, Silvana Vieira.

Para Tatiane, que bateu na trave no último ciclo olímpico, todo esforço vale muito nesse momento. “É a hora de tirar até de onde não tem para buscar pontos e se manter bem posicionada no ranking. Estou muito feliz, é mais um Sul-Americano e esse vale ainda mais”, disse a atleta, que já sentiu o gostinho de ser campeã sul-americana dos 3000 metros com obstáculos há dois anos.

Além do Sul-Americano, ambas terão ainda o Troféu Brasil para somarem pontos e se colocarem em boas situações para garantir as vagas disponíveis pelo sistema de cotas, que lista as principais marcas do continente americano até a data determinada pelo Comitê Olímpico Internacional (COI).

Ambas as atletas convocadas são formadas no Projeto Londrina Atletismo, com mais de 15 anos de história na equipe Londrina/FEL/IPEC, comprovando assim mais uma vez a excelência dos trabalhos social, de iniciação/formação e alto rendimento realizado pelo projeto londrinense.

O Projeto Londrina Atletismo conta com incentivo da Copel e Governo do Paraná, através do programa Proesporte, e tem patrocínio da Prefeitura de Londrina e Fundação de Esportes de Londrina (FEL), através do Fundo Especial de Incentivo a Projetos Esportivos (Feipe), Instituto Paranaense de Esporte e Cultura (IPEC) e Colégio Ética; e parceria da Universidade Estadual de Londrina (UEL), Maximus Assistencial, Ivot Ortopedia, Ômega Diagnósticos, Espaço Saúde Integral Londrina e Academia AS Fitness.

Rafael Souza/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.