Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Quatro Arenas Multiuso e quatro complexos esportivos estão sendo construídos; FEL está licitando a revitalização dos campos de futebol

Por meio do projeto Arenas Multiuso, oito espaços para prática esportiva estão sendo construídos em Londrina, contemplando todas as regiões do município. Ao todo, serão investidos aproximadamente R$ 2,4 milhões, em recursos da Secretaria do Esporte e Turismo do Paraná (SEET), idealizadora do programa. A maioria dos espaços já está sendo concluída, e a Prefeitura de Londrina, por meio da Fundação de Esportes de Londrina (FEL), é parceira da iniciativa.

Já estão em funcionamento as arenas do Conjunto Vista Bela, Parque das Indústrias e do Colégio Militar de Londrina, enquanto a arena do Centro Esportivo Maria Cecília está em processo de finalização. No último sábado (29), o prefeito Marcelo Belinati e o presidente da FEL, Fernando Madureira, estiveram na Arena Esportiva do Conjunto Vista Bela, para inaugurar a iluminação da quadra esportiva.

Além destes espaços, outros quatro complexos esportivos estão em andamento, localizados no Jardim Santa Alice, Jardim Bandeirantes, Conjunto Cafezal e Jardim do Sol.

As arenas contam com um campo de grama sintética, com medida de 42 por 22 metros, alambrado, arquibancada e dois contêineres para guardar materiais. Os complexos, além de terem os mesmos recursos que as arenas, contam ainda com uma pista de skate e meia quadra de basquete, no caso dos espaços do Jardim Santa Alice e do Jardim Bandeirantes.

Os serviços de construção e implantação das Arenas Multiuso são executados por empresa contratada pelo governo estadual. A Prefeitura de Londrina cedeu os terrenos, além de preparar o solo com base cimentada e manta asfáltica, para receber os equipamentos. Estes serviços, de responsabilidade do Município, estão totalmente executados.

O presidente da FEL afirmou que os locais são desenvolvidos para que, futuramente, haja uma parceria com associações de moradores e com escolas próximas. “A ideia é que as escolas utilizem esses locais no contraturno, sem cobrança de taxa de uso, além do público em geral que esteja interessado em utilizar esses locais. Essa parceria também beneficiaria a manutenção das arenas e dos complexos. Inicialmente, a ideia é que a Prefeitura seja responsável pela manutenção, enquanto a questão da preservação e limpeza ficaria por conta das associações e escolas. Os lugares que estão em uso já contam com esse tipo de parceria”, destacou.

Madureira citou que os contêineres, materiais e equipamentos chegaram em Londrina para serem implantados. “Após o início da nova gestão no governo estadual, houve uma reanálise dos contratos firmados. Atualmente, a FEL está aguardando a empresa responsável retomar as atividades, para que ela providencie a implantação”, acrescentou.

Para escolher quais locais de Londrina receberiam as arenas e complexos esportivos, foi feito um mapeamento da cidade, comentou o presidente da FEL. “Identificamos os lugares que estavam em processo de desenvolvimento, e os que poderiam melhorar e abranger mais atividades. Nosso objetivo é a ampliação dos espaços esportivos da cidade, melhorando lugares que estavam com pouca utilização, formar parcerias com as associações de moradores e unidades escolares, para que haja uso pelas crianças. Também planejamos desenvolver nestes espaços atividades do Projeto Futuro, uma iniciativa da FEL, e oferecer para as comunidades mais um ponto de esporte e lazer”, detalhou.

Campos de futebol

Além das arenas e dos complexos do Arenas Multiuso, Londrina conta com 52 campos de futebol, e o Programa Esporte para Todos pretende recuperar essas áreas que estão em diversos bairros da cidade.

Madureira ressaltou que esses locais já desenvolvem diversas atividades. “Ao todo, são 52 espaços com problemas diversos, como gramado e alambrado. O projeto de revitalizar esses campos está em fase de licitação, pela qual serão feitos todos os ajustes necessários. Alguns vão contar com melhorias na iluminação, para ampliar o uso desses locais. A ideia é que, assim como nas arenas, haja parcerias que desenvolvam atividades nesses campinhos”, afirmou.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios