Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Evento acontecerá neste fim de semana, em comemoração aos 50 anos do motocross brasileiro

Grandes nomes do motociclismo brasileiro vão se reunir, neste sábado (13) e domingo (14), para a realização do “1º Encontro Nacional de Veteranos de Motocross”. Sediado no Autódromo Internacional Ayrton Senna, próximo ao Estádio do Café, o encontro será aberto ao público, tendo como entrada a doação de um quilo de alimento não perecível por pessoa. O autódromo fica na Avenida Henrique Mansano, 777, no Jardim dos Alpes I, zona norte de Londrina.

O encontro terá baterias de treinos livres para todas as categorias (MX5, MX55, MX6, MX65, MX7 e MX75), com participantes entre 50 a 75 anos de idade. Até agora, 148 veteranos confirmaram presença. Entre eles, alguns nomes de peso da categoria, como Álvaro Cândido Filho (O Paraguaio #3); Roberto Boettcher #15, Jorge Negretti #9, Marcos Usso #47, Marlon Olsen #45, Cláudio Teixeira #21 e o piloto norte-americano, Rodney Smith #31.

Questionado sobre como o encontro tornou-se viável, o organizador Eduardo Saçaki, conhecido como “o japonês voador”, explicou o caminho que percorreu até sua realização. “A ideia de realizamos o evento aconteceu em 2020, quando estava pensando em uma forma de homenagear os idealizadores do MotoCross brasileiro, pessoas que permanecem no anonimato até hoje. Infelizmente, em 2020, devido à Covdi-19, e ele precisou ser cancelado. Com a retomada, veio a surpresa do cinquentenário da categoria”, contou.

Segundo Saçaki, em 2020, o superintendente de Esporte do Governo do Estado do Paraná, Helio Wirbiski, fez o convite para que Eduardo Saçaki participasse da Secretaria de Esportes, como coordenador das atividades esportivas, como o motocross. “Para a minha felicidade, apresentei esse encontro como projeto e foi aprovado. Acabei conseguindo a estrutura necessária para realizá-lo e, agora, com a paixão envolvida, pretendemos realizar uma grande festa”, comemorou o organizador.

A Prefeitura de Londrina apoia o evento, por meio da Fundação de Esportes de Londrina (FEL) e da Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação (SMOP), auxiliando na montagem da pista e na sua realização. “Nós estamos fazendo uma pista próxima à caixa d’água do Autódromo Internacional de Londrina Ayrton Senna. O objetivo é que, futuramente, a gente possa melhorá-la, para trazer outros grandes eventos de motocross”,  explicou o presidente da FEL, Marcelo Oguido.

Oguido também enxerga a realização do evento como um incentivo à economia da cidade. “Estamos com uma expectativa muito boa de reunir as feras do motocross brasileiro e paranaense. Tenho certeza que o encontro vai movimentar a economia da cidade, porque o pessoal vai ficar em hotéis, vai a restaurantes, bares e circulará pela cidade”, contou o presidente da FEL.

Samir Kadri/NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.