Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O evento, que é aberto ao público e gratuito, será realizado no colégio Marista, neste fim de semana

A cidade vai receber, neste fim de semana, a Copa Paraná de Goalball 2019. São, ao todo, oito equipes dos dois naipes disputando o título. Os jogos no sábado (30) começam às 8h30 e seguem até as 18 horas, enquanto no domingo (1) começam no mesmo horário e encerram às 12 horas. O evento, que é aberto ao público e gratuito, será realizado no colégio Marista, localizado na avenida Maringá, 78.

Esta é a 2ª edição da Copa, já que a primeira foi realizada ano passado em Francisco Beltrão, onde Londrina consagrou-se campeã no masculino. Para o técnico, Marcio Rafael da Silva, a copa equivale ao Campeonato Parananense. “É um título importante para fecharmos o ano. Queremos ser campeões e o pessoal tem treinado para isso. Estamos focados e vamos tentar dar o nosso melhor, para que possamos superar os nossos adversários e conquistar esse título mais uma vez”, completou.

“É mais um momento especial do goalball na cidade mostrar que o esporte é de alto rendimento, que inclusive o Brasil é bicampeão da modalidade. O intuito é estar organizando um campeonato de excelência para que o público tenha o prazer de ver esses atletas em quadra”, comentou o técnico e também organizador do evento.

O campeonato é uma realização da Federação Parananense de Desportos para Deficientes Visuais e o Instituto Roberto Miranda (IRM), com o apoio do Colégio Marista e da Prefeitura de Londrina, por meio da Fundação de Esportes de Londrina (FEL). A equipe londrinense também conta com o patrocínio da Prefeitura, por meio da FEL, através do Fundo Especial de Incentivo a Projetos Esportivos (FEIPE).

Goalball – Cada equipe possui três titulares e três reservas, e os jogadores têm a função de defender e atacar. A quadra tem a mesma dimensão da de vôlei, o gol possui 9 metros de largura por 1,3 m de altura e bola é semelhante a de basquete, pesa 1,250 kg e possui guizos para que os jogadores saibam a direção. Cada partida tem dois tempos de 12 minutos e vence quem fizer mais gols. É necessário silêncio absoluto durante a partida, pois os atletas precisam estar atentos ao som e movimento da bola. É permitida a prática de atletas com deficiência visual e baixa visão, por isso, todos ficam vendados para ter igualdade durante o jogo.

Equipes participantes:
Instituto Roberto Miranda de Londrina – masculino
AMACAP de Maringá – masculino
ADEVIFOZ de Foz de Iguaçu – masculino e feminino
ADEA de Francisco Beltrão – masculino e feminino
APADEVI de Guarapuava – masculino e feminino

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.